O que é farofa e sua história 

o-que-e-farofa-e-sua-historia

Para estrear a nova categoria do O Mundo em Lanches: a Origem dos Alimentos, escolhi nada mais, nada menos do que ela, uma das queridinhas nacionais, com o tema O que é Farofa? 

A origem dos alimentos

Cozinhando cada vez mais e também lendo alguns livros, vou percebendo o quanto a globalização moldou as culinárias regionais e hoje em dia nem percebemos mais que alguns dos pratos que mais comemos no dia a dia não são de origem local.

A ideia dessa nova categoria é resgatar um pouco da história dos alimentos mostrando como chegaram e se popularizaram nos países por onde passei. 

Uma das minhas paixões é a farofa, imaginava onde foi originada mas nem tinha ideia de sua história. 

Esse prato se tornou tema da minha próxima temporada de viagem: Expedição Farofa, um tour pelo Brasil me guiando pelo litoral conhecendo culinárias regionais. 

O que é Farofa? 

Antes de seguir com a história da Farofa, conto um pouco do que é esse alimento e sua principais variações, lógico, considerando que é um prato muito flexível então a criatividade de quem está cozinhando não tem limites para incrementar a base desse alimento. 

farofa
farofa

Farofa ou do quimbundo falofa, é a farinha de mandioca ou de milho escaldadas ou torradas, na maioria das vezes é passada na gordura (que pode ser manteiga), além de poder ser acrescentando diversos ingredientes como bacon, ovos, linguiça, carne, banana e etc etc etc. 

Leia Expedição farofa 

História da Farofa

Antecedente à colonização portuguesa, a farofa surgiu entre os índios tupis-guaranis! 

Segundo os historiadores, para saciar a fome os moradores originais da região que hoje é o Brasil precisavam de um alimento mais nutritivo. 

E sabe o que é mais legal: A história da farofa mostra que foi uma criação que envolveu animais. 

A farinha de mandioca já existia, os tupi-guaranis jogaram a farinha na carapaça vazia de uma tartaruga e colocaram para cozinhar, a gordura se soltou e misturou a farinha, surgindo assim a Farofa. 

E aí vem a colonização, os portugueses gostaram da mistura e começaram a usar em suas viagens já que era um alimento melhor do que apenas a gordura e era possível misturar com outros ingredientes, além de se manter conservado por mais tempo. 

Curiosidades sobre a Farofa

Hoje muito popular no Brasil por custo relativamente baixo, facilidade de preparo e trazer substância, há alguns séculos atrás a realeza também não saía de casa sem a farofa em punhos, era o caso de Dom João VI;

Leia O Delicioso Tutu de Feijão à Mineira – comidas de minas

Qual a minha farofa preferida? 

A farofa temperada Yoki está no dia a dia das nossas refeições em casa, mas mesmo assim temos uma versão desse alimento que fazemos apenas em datas comemorativas, na verdade, no Natal e Ano Novo, que é a Farofa com pimenta calabresa da minha vó. 

Um prato simples, que marca muito por seu sabor sem igual e presença afetiva no final de ano. 

Se cadastre com seu nome e email que em breve terá essa receita por aqui:

E ai, já conhecia a história da farofa? Qual é a sua versão favorita? 

Quem sou eu?

Antes de continuar deixei eu me apresentar. 

Rodrigo Schmiegelow, publicitário especializado em Marketing Digital, hoje vivo como Nômade Digital (o que é isso), isso é, tenho liberdade geográfica e trabalho de qualquer lugar do mundo.

Iniciei uma viagem pelo mundo para conhecer lugares, culturas e culinárias regionais e vou trazer grandes surpresas a partir dessas experiências.

Siga o blog do Projeto O Mundo em Lanches pelo Instagram e acompanhe todas as novidades.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments