You are currently viewing Passeio em Holambra, uma cidade romântica
Passeio em Holambra, uma cidade romântica

Passeio em Holambra, uma cidade romântica

Holambra é uma cidadezinha interiorana muito graciosa, lá tem vários passeios divertidos de serem feito. Nessa matéria falaremos dos principal passeio em Holambra que eu fiz, e que tenho certeza que você amaria conhecer!

Quem sou eu?

Antes de continuar deixei eu me apresentar. 

Rodrigo Schmiegelow, publicitário especializado em Marketing Digital, hoje vivo como Nômade Digital (o que é isso), isso é, tenho liberdade geográfica e trabalho de qualquer lugar do mundo.

Iniciei uma viagem pelo mundo para conhecer lugares, culturas e culinárias regionais e vou trazer grandes surpresas a partir dessas experiências.

Siga o blog do Projeto O Mundo em Lanches pelo Instagram e acompanhe todas as novidades.

O passeio em Holambra

Ao chegar em Holambra, seguimos o passeio em direção ao laguinho da região, durante o caminho ficamos chocados com a altura dos muros das casas.

Os murinhos não deviam ter nem 1 metro de altura, aqui em São Paulo, além de ter mais de 2 metros, eles têm pontas de ferro afiadas e muitos ainda possuem cerca elétrica. Isso me surpreendeu, confesso que senti uma tentação de morar na região, pois é outra vida, isso nunca aconteceria em São Paulo.

laguinho holambra

Conheça Praia do Aventureiro, Ilha Grande, Rio de Janeiro

A praça de Holambra

O lago ficava na praça, uma praça bem bonitinha e jeitosa, havia brinquedo para as crianças e um espaço bem legal para brincar. Meus sobrinhos brincaram bastante, mas ficamos bastante surpreendidos com um escorregador diferente, vou tentar explicar para vocês.

Ele era um escorregador de ferro, mas com um buraco no meio kk, eu nem tinha percebido que era um escorregador, fiquei quebrando a cabeça tentando imaginar o que seria aquilo. 

Para descer naquele treco, você tem que subir as escadas, sentar lá em cima com as pernas abertas fora do ferro, não sei se ficou claro porque demorou para eu entender também kkk.

Meu sobrinho foi tentar subir, mas como era alto ficou com medo e quis descer, ele tem 4 aninhos. Já a doidinha da minha sobrinha com 2 anos subiu e quis descer, mas ela ainda é toda molenguinha e como era aberto no meio, minha irmã e eu tivemos que segurar os braços e ainda segurar embaixo do bumbum para ela não cair no meio kkk, fui divertido, mas deu muito medo!

Depois de brincarmos um pouco, decidimos continuar o passeio, para isso tínhamos que subir um morrinho bem pequenininho, como estávamos com mala, crianças e um carrinho de bebê, decidimos que a Kamyla (irmã) e o Matheus (irmão) levariam o carrinho, cada um segurando em cada lado. Chegando no topo do murinho, a minha irmã caiu e se ralou todinha kkkk foi tão engraçado, mas ela ficou toda roxa depois. Meu irmão meio bobão não conseguia parar de rir.

flores

Enfim (haha), enquanto estávamos na pracinha, avistamos do outro lado do lago uma casa e com muitas mesas e cadeiras do lado de fora e com muitas pessoas. Nossa primeira impressão foi que realmente era uma casa e que havia uma festa.

Meu irmão de 19 anos ainda disse “nossa, que festa caída, dá nem para ouvir a música”.

Andando mais um pouquinho acabamos descobrindo que era uma doceria enorme e muito bonita da qual iríamos passar no caminho de volta, se desse tempo, pois tudo lá fecha bem cedo.

O passeio continuou e estava um calor de lascar e como uma boa paulistana, a gente se prepara para o frio horrível e o calor temido. Então eu estava com uma regata e uma calça legging para segurar o frio e o calor, mas aquela calça estava me matando embaixo daquele sol de 27°C, com sensação térmica de um inferno aparente kkk. Gente, era no meio de julho, famoso inverno brasileiro e eu morrendo com 27°C e uma criança de 15kg no meu colo kkk. Minha alma derreteu aquele dia.

parque holambra

O deck do amor de Holambra

O final da pracinha dava para um deck, chamado Deck do Amor. Eu me apaixonei por aquele lugar, que cidade romântica.

Vou explicar melhor esse deck, ele era uma ponte pertinho do laguinho, a divisão do deque com o lago era um espaço para colocar cadeados, esses cadeados representavam o amor dos namorados e namoradas, colocava-se as iniciais dos casais e data de namoro.

Eu achei um máximo, muito romântico, a paisagem ficou graciosa.

No deck ainda tinha várias coisinhas para tirar fotos, por exemplo um coração gigante.

Lembrando que tudo era repleto de flores e planejado.

No próprio deck havia comércio de venda de cadeados onde poderia escrever o que quisesse. No segundo passeio que eu fiz para a região, minha família e eu compramos um cadeado e escrevemos nosso sobrenome, ficou uma graça.

foto holambra
lugar para tirar foto

As capivaras de Holambra

Quase me esqueci de falar das capivaras. Sim, gente, no lago havia capivaras a patos, e com um aviso de carrapato para as pessoas tomarem cuidado.

Eu mostrei para os meus sobrinhos e tentei explicar sobre o que era o carrapato, numa dessa contei a história de uma amiga minha que tinha pego carrapato e minha sobrinha ficou o passeio todo falando sobre essa história, me perguntando como, por que, o que ela fez…. 

capivara

Doceria que parecia festa

No final do passeio, saímos correndo para conseguir chegar naquela doceria que eu comentei, ela fechava as 18h. Nos chegamos era 10 para 18h, no minuto exato que o moço ia fechar as portas.

Os docinhos eram gostosos, mas achei que havia pouco chocolate, eu sou bem chocólatra, então para mim faz muita falta o chocolate na medida que eu gosto.

Os doces eram gourmet, então além de não haver muito chocolate, ainda foi caro. Eu sou bem mão de vaca, então não sei se sou referência, mas paguei por um doce de avelã (com pouco chocolate e sabor) 15 reais. Já para a minha irmã, estava uma delícia e achou justo o valor.

Mas, assim, vale lembrar que era um lugar grande, bonito (porém achei mal iluminado e como já era fim de tarde, acabei comendo no escuro, coisa que eu não gosto) e diferente, então valeu a experiência.

cadeado holambra

Preço no passeio em Holambra

Vale dizer que tudo é caro por lá, uma das lanchonetes em frente a pracinha que passamos, era bem gostosinha, mas muito caro. O pão na chapa custava 6,50 reais, o misto quente 15 reais e assim vai. Chegamos a pagar 8 reais em cada pipoca para as crianças.

Aqui eu acabo a parte da praça e do deck do amor, mas em outras matérias contarei mais sobre outras parte da região.

Gostou dessa matéria, então deixe seu nome e email e acompanhe todas!

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments