Comunidades da Namíbia

comunidades-da-namibia

Choque de realidade, é a melhor descrição para a experiência conhecendo comunidades da Namíbia. 

Resolvi fazer esse passeio mesmo com aquela sensação de estranheza em estar fazendo um passeio turístico para ver uma comunidade onde moram pessoas. 

Eu não teria como ver o que vi se não fosse dessa forma. 

As comunidades da Namíbia são vilas com quarteirões extensos, casas de alumínio em um formato de container, não existe saneamento básico nem água encanada.

Quando fiz o Safari para Conhecer Tribos Locais, nosso guia também entrou em uma dessas comunidades da Namíbia, parou do lado de uma casa e seu filho de uns 5 anos veio dar oi. 

Ele comentou que mora na mesma casa sua família e a do seu irmão, ele tem 4 filhos e seu irmão 2. Tudo na mesma casa de uns 15 m², sem banheiro, sem água.

O que mais me espantou em saber sobre a vida dele é que ele tinha um emprego que parecia relativamente bom como motorista e guia de safáris na Namíbia, o que não é nada barato para o turista, mas talvez a desigualdade social concentre ainda mais o dinheiro nos donos das agências de turismo.   

O passeio para conhecer comunidades da Namíbia oficial que fiz foi no Deserto de Swakopmund.

Encontrei o passeio no Trip Advisor mas conheci um guia local e fechei diretamente com ele que passou no início da tarde onde eu estava hospedado para me buscar e depois quatro amigas da Holanda.  

Antes de entrar nas comunidades ele parou rapidamente em mercados abertos onde se vendia espinafre e faturas de borboletas desidratadas.

No horário em que chegamos em uma dessas comunidades da Namíbia tinha um caminhão pipa distribuindo água e muitas pessoas ao redor pegando água com o que podiam: pneus, mochilas, baldes, bolas. Uma realidade totalmente distante do que eu já tinha visto até hoje. 

namibia
namibia

Eram quarteirões enormes com um hidrante que o guia nos falou que funciona com um cartão oferecido pelo governo onde cada família pode pegar uma quantidade de água por mês. 

O minúsculo banheiro que englobava um quarteirão com pelo menos sessenta casas parecia feito apenas para as fezes. 

Segundo o que li na internet, mais de 60% da população da Namíbia vivem nessas comunidades, é uma taxa muito alta para as condições desses centros de habitação. 

Mesmo com tudo isso, o guia do Safari aprovava o governo porque eles investem em educação e para ele é o que importava nesse momento porque os seus filhos vão poder ter escolhas.

Quem sou eu

Rodrigo Schmiegelow, publicitário especializado em Marketing Digital, hoje vivo como Nômade Digital, isso é, tenho liberdade geográfica e trabalho de qualquer lugar do mundo.

Iniciei uma viagem pelo mundo para conhecer lugares, culturas e culinárias regionais e vou trazer grandes surpresas a partir dessas experiências.

Siga o blog do Projeto O Mundo em Lanches pelo Instagram e acompanhe todas as novidades.

Acompanhe todas as publicações deixando seu nome e email

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments