Experiências de um intercâmbio

experiências de um intercâmbio

As experiências de um intercâmbio gera grande benefícios, entre eles: o crescimento profissional e emocional.

Acredito que grande parte dos jovens profissionais brasileiros reconhecem que muitas das grandes empresas encaram uma experiência internacional como diferencial do candidato, tornando-se, cada vez mais essencial para o ingresso no mercado de trabalho.

ctv canada toronto

Quem sou eu?

Sou Rodrigo Schmiegelow, publicitário nômade digital, sempre tive o sonho de viajar e conhecer cada porção do mundo: lugares, culturas, pessoas e gastronomias…

Eu tenho essa paixão por novidades desde meus 15 anos, quando surgiu o desejo de viajar. Depois de mais de 18 anos com isso apenas na cabeça eu comecei a acreditar nesse sonho como algo que realmente poderia acontecer, foi quando eu reorganizei minha vida, juntei dinheiro, conquistei clientes que me oferecem flexibilidade e fui para essa aventura.

Hoje eu sou nômade digital, você sabe O que é ser nômade digital?

Trabalho com Marketing Digital, uma das áreas mais flexíveis seja para atender os seus próprios clientes ou para abrir negócios online, conheça mais no meu site caranaue.com onde tem muitas matérias sobre o assunto.

Graças a essa flexibilidade, realizei uma longa viagem pela América do Sul no último ano passando por mais de 140 cidades em 5 meses e vou contar um pouco desta jornada por aqui, acompanhe!

E siga o projeto O Mundo em Lanches no Instagram porque em breve continuo a viagem pelo Brasil! Além de me dar uma força para seguir nessa jornada 😉

Mas a experiência de um intercâmbio vale a pena?

Sim. Antes da minha viagem, eu tinha uma vaga ideia de como ela seria, mas só vivendo para sentir essa experiência intensa.

Acredito que haja dois tipos de experiências de um intercâmbio:

A primeira experiência é para os mais jovens, que após se formarem no colégio ou no meio da faculdade decidem viajar, dessa forma acabam adquirindo maturidade rapidamente.

Isso acaba sendo uma quebra geral na vida dessas pessoas.

Da noite para o dia elas acabam perdendo certo conforto e tranquilidade para viver em um país completamente diferente, onde não conhecem ninguém, às vezes sabendo muito pouco do idioma.

Começam a ter que resolver seus problemas sozinhos, pois, devido à distância, muitas vezes não há ninguém familiar para socorrê-los, adquirindo maturidade e responsabilidade em pouco tempo.

E é perceptível essa maturidade no rosto dos que chegaram comigo: há dois meses estavam sorridentes e tranquilos, e agora a feição já é de quem tem preocupação com as coisas, de quem pensa melhor antes de agir e valoriza mais o que tem e o que está ao seu redor.

aviao com a bandeira do canada, EXPERIÊNCIAS DE UM INTERCÂMBIO

Leia também: O intercâmbio de um publicitário

O segundo tipo de experiência de um intercâmbio é para os que já são um pouco mais velhos e tiveram que abrir mão de algumas coisas para poder viajar.

Guardaram dinheiro, alguns precisaram da ajuda de familiares, outros não, mas acabaram tendo que fazer um esforço um pouco maior antes de partir.

Para essas pessoas, a maturidade chega mais intensamente.

A quebra do cotidiano acontece com o desligamento da vida profissional, dos familiares e amigos. A maioria começa a ter responsabilidades administrativas de seu lar, passando a administrar completamente sua própria vida, adquirindo uma independência maior.

As coisas são muito intensas

Além de estar distante de tudo o que ela tinha em seu país de origem, você está encarando todas as novidades e surpresas praticamente sozinho.

Outro sentimento é de como se estivesse começando praticamente tudo do zero e fazendo novos amigos todos os dias. Às vezes, algumas amizades são muito intensas.

Acredito que tamanha intensidade seja por sabermos que tudo isso tem data para acabar. Por isso queremos fazer e conhecer tudo o mais rápido possível.

Tem também a velocidade do aprendizado do idioma. Aqui em Toronto o ritmo é frenético, aula de inglês o dia todo, muitas horas por dia.

canada toronto

Finalizo com o que um amigo que fez intercâmbio certa vez me falou:

“Quando eu estava no intercâmbio, meu sentimento em relação a tudo era dobrado, ou seja, se eu ficava feliz, era duas vezes feliz, e se eu ficava triste, acontecia a mesma coisa”, e agora vejo que isso realmente é verdade.

Inscreva-se, acompanhe as novidades e em breve meu livro 🙂

* indicates required
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments