O melhor cachorro-quente do mundo

o-melhor-cachorro_quente-do-mundo
hot dog

Este post rende horas e horas de uma conversa deliciosa, e ele chega a ser até mesmo polêmico. Pois falaremos nada mais, nada menos, do que sobre o melhor cachorro-quente do mundo

>> Read in English

Fique aqui com a gente, que vai valer a pena esta leitura!

Já falamos recentemente por aqui sobre as melhores pizzas do mundo. Mas, confesso pra você que o popular cachorro-quente é também um dos ‘pratos’ que sempre provo nos destinos da minha jornada de nômade digital. Além de ter normalmente um excelente custo benefício, eu gosto bastante desse lanche.

Cada país ou até mesmo cada cidade tem um padrão de hot dog diferente, e talvez seja essa versatilidade que torna o lanche ainda mais atrativo e que desperta curiosidade nos viajantes. 

Mas antes de falarmos sobre o melhor cachorro-quente do mundo, quero dividir com vocês a origem desse clássico dos fast foods. 

A história do cachorro-quente

Se você pesquisar sobre esse assunto, vai ver que existem várias versões sobre essa história. Mas, a mais popular vem da Alemanha. Em 1852 um açougueiro batizou as salsichas que ele produzia com o mesmo nome da raça do seu cachorro: o Dachshund. 

E, em 1880, o imigrante Alemão Charles Feltman resolveu levar para os Estados Unidos esse ingrediente, e teve a ideia de colocá-lo no meio do pão, junto com alguns molhos.

Mas, quando ele disse para os americanos o nome da salsicha, ao invés de Dachshund, eles entenderam hot dog. E assim nasceu o nome que se disseminou no mundo todo.  

Se parte disso é mito e simplesmente uma história bem contada, não importa. O que vale mesmo é que o popular sanduíche de salsicha caiu no gosto do povo e é um dos lanches mais saboreados.

O melhor cachorro-quente do mundo

Lembra que eu disse no começo deste texto que esse assunto era até mesmo polêmico? Agora, você vai entender o motivo. Para algumas pessoas, por exemplo, não pode faltar purê de batatas no hot dog, para outras, esse é um complemento que nem combina.

Tem quem fale que o melhor cachorro-quente do mundo está na Islândia e o lanche de lá tem salsicha de cordeiro, cebola crua, cebola frita, ketchup e mostarda, porém esta pode ser somente uma boa jogada de marketing. 

Por isso, minha opinião é que nada melhor do que seu gosto pessoal para elencar qual deles está no topo da lista. Para mim, pão, ketchup e mostarda são os ingredientes fundamentais.

Então, posso dizer que gosto bastante do hot dog de São Paulo. Ele tem um pão macio, salsicha, vinagrete, maionese, milho e o purê de batatas que gera muita confusão. 

Já o do Chile, que também aprovei a receita, ao invés do purê de batatas, você encontra o palta, que é o abacate deles.

O cachorro-quente do Uruguai também é muito bom. Ele é chamado de Pancho e quase sempre vem com uma salsicha que no Brasil seria gourmet e leva repolho, catchup e mostarda.

Por fim, vou destacar também o cachorro-quente do Canadá. A maioria dos locais oferece o lanche no estilo self service, e eu colocava o que queria. Mas, boa parte dos ingredientes tem sabor muito forte de conserva, e já apimentei demais o meu lanche.

Para concluir, posso dizer que o melhor cachorro-quente do mundo é aquele que agrada o seu gosto pessoal. E nada melhor do que provar a maior variedade de receitas para tentar chegar à sua escolha!

E pra você… qual o melhor cachorro-quente do mundo?

Conte para nós nos comentários!

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments