You are currently viewing O Reggae agarradinho do Maranhão

O Reggae agarradinho do Maranhão

Antes mesmo de sair para minha mini férias de recesso eu já tinha lido um pouco sobre o reggae agarradinho do Maranhão, e quando cheguei lá esse ritmo me surpreendeu. 

Quem sou eu?

Antes de continuar deixei eu me apresentar. 

Publicitário especializado em Marketing Digital e atualmente Nômade Digital, isso é, tenho liberdade geográfica e trabalho de qualquer lugar do mundo.

Inclusive é por isso que posso ter experiências incríveis como essa, de conhecer o Vanerão.

Iniciei uma viagem pelo mundo para conhecer lugares, culturas e culinárias regionais e vou trazer grandes surpresas a partir dessas experiências.

Siga o blog do Projeto O Mundo em Lanches pelo Instagram e Facebook e acompanhe todas as novidades.

Mas o que é o reggae agarradinho do Maranhão? 

É a cultura do reggae com a nossa cara, com a brasilidade única que este ritmo ganhou no Maranhão. 

Com muitos elementos semelhantes ao reggae jamaicano, como o ritmo, os instrumentos e a referência a cultura Rastafári, o reggae maranhense tem o uso das radiolas, que são montanhas de caixas de som semelhantes ao Sound System jamaicanos.

Além deste pequeno, mas fundamental detalhe, o reggae maranhense tem outra característica única: é um ritmo para ser dançado juntinho, em minha visão com pouco conhecimento musical, é uma mistura de forró mais leve com zouk

E é por isso é chamado de reggae agarradinho do Maranhão, com os grandes hits batizados de “melo”, um apelido carinhoso para “melofia”. 

Leia sobre outras experiências musicais no Brasil:

> Lambateria em Belém do Pará

> Vanerão no Rio Grande do Sul

Como o reggae chegou no Brasil? 

Não existem registros nem estudos que afirmam o verdadeiro nascimento do reggae no Brasil, porém muitos músicos consideram a visita de Jimmy Cliff, músico jamaicano de ska, o primeiro contato com o gênero. 

Ele esteve aqui em 1969 para o FIC (Festival Internacional de Canção), mesma época em que acontecia a efervescência do reggae na Jamaica e em toda a Europa.

Mesmo Caetano Veloso e Gilberto Gil já tendo se envolvido com o ritmo, a primeira banda oficial de reggae brasileira foi o Grupo Karetas, surgido em Recife nos anos 1970. 

Depois disso, o reggae só se popularizou e ganhou mais força. 

Com as particularidades do reggae agarradinho do Maranhão, hoje São Luís é considerada a capital do gênero musical no Brasil. 

Na capital maranhense é encontrado o Museu do Reggae, a Praça do Reggae e até roteiros turísticos com guia especializado no assunto.  

danca reggae

Um pouco da história do Reggae

O reggae é uma cultura que prega paz, amor e harmonia. 

É um ritmo que gosto muito e que costumo ouvir para relaxar. 

Nasceu na Jamaica nos anos 1960, e sabe por que tem esse nome? Por conta do som que se faz na guitarra ao tocar os sons que compõem as bases das músicas: para baixo “re” e para cima “gae”. 

Sua base Rastafari, movimento religioso jamaicano, alia crença com aspirações políticas e afrocentristas, um dos motivos de conquistar adeptos da cultura. 

Devido ao interesse do ritmo promovido por Bob Marley, o reggae se difundiu pelo mundo todo.

A crítica social que envolve desigualdade e preconceito é uma das principais temáticas nas composições deste ritmo.  

Mais sobre o tema. 

instrumento reggae

Como foi conhecer o reggae agarradinho do Maranhão?

Por pouco eu não conheci o reggae maranhense, o amigo que fiz no hostel alguns dias antes e que tinha se animado com a experiência, resolveu desistir do passeio na porta da festa que encontramos. 

Paciência, sorte a minha em gostar de viajar sozinho, ele voltou para o hostel e eu entrei na festa.  

Fiquei encantado com o ritmo e com o pessoal dançando. Algumas pessoas que conversei falaram que há alguns anos atrás era todo mundo dançando, que o povo anda meio desanimado. Eu achei animado demais para o que estou acostumado. 

Conversei com um, com outro, e até testei uns passinhos meio sem jeito. 

No final ainda encontrei com a Raquel, amiga que fiz um ano antes em Belém do Pará e que passou esse perrengue de viagem comigo

Valeu muito a pena conhecer o reggae maranhense, recomendo!   

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments