5 imperdíveis pontos históricos de Paraty, RJ

5-imperdiveis-pontos-historicos-de-paraty

Tenho comigo que mais histórico que a natureza preservada não há, mas os humanos já fizeram muitas coisas que marcaram e se mantiveram praticamente intactas por anos, então aqui listo os 5 imperdíveis pontos históricos de Paraty, no Rio de Janeiro, que foram feitos pelos sapiens. 

Sobre Paraty

Fundada em 28 de fevereiro de 1667, Paraty é uma cidade turisticamente completa: possui incrível beleza natural ainda mais evidente nos passeios de escunas (imperdíveis), além dos charmosos pontos históricos que listo abaixo, e ainda, se isso já não bastasse, tem riqueza cultural com diversos eventos acontecendo durante o ano todo na cidade. 

Leia também: Pedra da Macela, um incrível lugar para uma noite de acampamento

Paraty junto com Ilha Grande foram reconhecidas internacionalmente como O Sítio Misto Patrimônio Mundial-Paraty e Ilha Grande: cultura e biodiversidade.

A cidade de Paraty também já faz parte há alguns anos da Rede de Cidades Criativas da UNESCO na categoria gastronomia. 

O intercâmbio das culturas indígena, africana e caiçara engloba uma fusão de características próprias do patrimônio material e imaterial fazendo da região única. 

Para saber mais sobre a cultura da região, acesse a agenda oficial da cidade.

Agora vamos ao tema da publicação:

5 imperdíveis pontos históricos de Paraty, RJ

A cidade parou no tempo? É essa sensação que temos quando andamos pelo centro histórico de Paraty, patrimônio histórico desde 1958. 

Boa parte do centro histórico de Paraty é fechado para carros. 

As ruas com pedras de pé de moleque (enormes pedras) são um charme a parte entre as construções da era colonial. 

Uma das primeiras cidades planejadas do Brasil, foi pensada para se viver de acordo com os ciclos da maré. É até por isso que as casas têm degraus bem altos na fachada, para que na época de maré cheia, a água não invada as casas que estão no nível do mar. 

1. Free Walking Tour – Pontos Históricos de Paraty

Uma das primeiras coisas que gosto de fazer quando chego em cidades com centro históricos como o de Paraty é o Free Walking Tour. 

Uma oportunidade de conhecer os principais pontos da região com um guia que tem muito conhecimento local. 

Além de história, sempre nos contam curiosidades da região que nunca ia ficar sabendo se não fosse por eles.

Depois do passeio se paga um valor junto para o guia que acompanhou e passou informações. 

O tour dura 2 horas e acontece todos os dias (exceto quartas-feiras), com saídas na Praça da Matriz.

Horários do Free Walking Tour em Paraty:

Tour em inglês: 10:30h e 17h.

Tour em português: 10:30h e 17h.

2. Igreja Nossa Senhora dos Remédios (Igreja da Matriz) 

No início do ciclo do outro, por volta de 1750, a igreja da matriz original foi demolida porque era muito pequena. 

Então deram início a uma obra que durou quase 100 anos para ficar pronta. 

igreja-da-matriz
Igreja da Matriz

Como o ciclo do ouro teve seu auge em apenas 50 anos, essa demora na construção da Igreja Matriz refletiu em sua realização final ficando sem a torre que foi planejada inicialmente. 

A Igreja Nossa Senhora dos Remédios fica na Praça Matriz e vale ser visitada por toda essa história mesmo estando com a manutenção abandonada. 

3. Casas com Símbolos da Maçonaria – Pontos Históricos de Paraty

No século XVIII por influência da maçonaria muitas portas e janelas eram pintadas em branco e azul-hortência, essa referência veio de Òbidos, em Portugal, e foi aplicada em Paraty, confirmando que a cidade foi urbanizada por Maçons. 

Pesquisas e documentos revelaram que alguns dos sobrados mais antigos possuem símbolos maçons em suas fechadas que podem ser observados até hoje. 

Há muitas outras evidências como pilares que foram triangulo, ruas ligeiramente tortas e proporções das janelas. 

Não conheço muito sobre maçonaria, acho que essa a ideia dessa sociedade secreta mesmo, e isso que torna esses fatos interessantes. O por que em Paraty? O quanto isso influenciou para o sucesso dessa cidade histórica? Não tenho ideia. 

Se souber mais a respeito, deixe nos comentários! 

4. Casa do Príncipe João de Orleans e Bragança 

Uma casa como qualquer outra na região não chama atenção pela ostentação, mas pela história que é contada pelos guias locais e validada por muitos turistas que encontram essa figura que já nem é mais tão pública assim por lá. 

Um sobrado branco com janelas tendo seu contorno pintados de verde é a casa de veraneio do filho do Príncipe João de Orleans e Bragança, que é bisneto da Princesa Isabel e tataraneto de Dom Pedro II. 

casa-do-principe
casa do principe

Inclusive ele está por lá com frequência e, no caso do Brasil voltar a ser um monarquia, ele é o próximo sucessor ao cargo. 

Endereço:

R. Dr. Samuel Costa – Centro Histórico, Paraty – RJ, 23970-000

5. Casa da Cultura de Paraty

Quando o assunto é pontos históricos de Paraty, uma parada imperdível é a Casa de Cultura de Paraty. 

casa-da-cultura
casa da cultura

É pequena mas tem uma linda exposição de fotografias na parte de baixo, já na parte de cima há uma super colorida mostra da cultura da região com artesanato Indigena e Quilombola. 

Endereço:

R. Dona Geralda, 194 – Centro Histórico, Paraty – RJ, 23970-000

A entrada é gratuita. Ela funciona de terça a sábado, das 12h às 18h

E você, tem dicas sobre Pontos Históricos de Paraty? Deixe nos comentários! 

Essa é uma publicação especial de blogueiragem, quando integrantes de um grupo de Blogs de viagens escrevem sobre um tema em comum, então, fica a dica da mais leituras relacionadas a cidades históricas:

1.Moisés Batista – São João Del Rei, O que fazer nessa cidade que tem pontos turisticos sensacionais

2.Jessica Soares – Pubs Históricos: Pubs Antigos em Londres 

3.Descobrir Viajando – Descobrir Guimarães, o berço de Portugal

4.Raphael pimentel – Vou me embora pra Pasargada – o que visitar no Irã

5. Viaje Cartesiano – Conheça Itálica, a mais antiga cidade romana da Espanha

6. Kerol Viajar – Marechal Deodoro

7. Rendas casa e saude – 10 cidades históricas em Minas Gerais para viajar

8. O Mundo é Seu – Ouro Preto: Dicas para não passar perrengue

Quem sou eu?

Antes de continuar deixei eu me apresentar. 

Rodrigo Schmiegelow, publicitário especializado em Marketing Digital, hoje vivo como Nômade Digital (o que é isso), isso é, tenho liberdade geográfica e trabalho de qualquer lugar do mundo.

Iniciei uma viagem pelo mundo para conhecer lugares, culturas e culinárias regionais e vou trazer grandes surpresas a partir dessas experiências.

Siga o blog do Projeto O Mundo em Lanches pelo Instagram e acompanhe todas as novidades.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Patrícia
3 meses atrás

Paraty parece ser um local interessante para visitar. E achei os seus pontos históricos extremamente bem escolhidos para ficarmos a conhecer bem o local.