Cerro Santa Lucía e Cerro San Cristóbal montanhas em Santiago

Cerro-Santa-Lucía-e-Cerro-San-Cristóbal-montanhas-em-Santiago

Das capitais em que já passei na América do Sul, com certeza a do Chile foi uma das mais surpreendentes, e um dos motivos é por ser rodeada de montanhas, inclusive com duas delas dentro da cidade, é caso do Cerro Santa Lucía e o Cerro San Cristóbal que falo nessa matéria. 

Claro, além das montanhas em Santiago do Chile, a cidade super arborizada com ruas organizadas e, quase sempre, limpas com muitos prédio históricos contrastando com modernos também são destaque nessa metrópole cosmopolita. 

Leia também: O que fazer em Santiago do Chile: 38 experiências imperdíveis

Os diversos parque e praças da cidade também trazem um charme especial, além de um pouco de paz e tranquilidade em uma cidade agitada como essa. 

Quem sou eu

Rodrigo Schmiegelow, publicitário especializado em Marketing Digital, hoje vivo como Nômade Digital, isso é, tenho liberdade geográfica e trabalho de qualquer lugar do mundo.

Iniciei uma viagem pelo mundo para conhecer lugares, culturas e culinárias regionais e vou trazer grandes surpresas a partir dessas experiências.

Siga o blog do Projeto O Mundo em Lanches pelo Instagram e acompanhe todas as novidades.

Mas vamos ao que interessa:

As principais Montanhas em Santiago:

Rodeada de montanhas, Santiago é como um vale no início do deserto do Atacama. 

É visível a mudança de de vegetação mudando entre a floresta rasteira e o árido. 

No verão, a poeira que vem do deserto misturada com a poluição da grande capital, fica presa em meio às montanhas ficando muito visível no horizonte até o final do dia, quando os ventos fortes limpam boa parte dessa poeira antes do início da noite. 

De volta as montanhas no interior da cidade. 

Cerro Santa Lucía

O Cerro Santa Lucía fica bem no Centro de Santiago do Chile. 

Com 69 metros de altura, tem altura um pouco maior do que um prédio de 23 andares. Mesmo sendo menos do que os 62 andares do Sky Costanera (maior prédio da América do Sul, por enquanto), tem vista incrível da cidade e um contraste muito interessante.  

Santiago do Chile foi fundada no Cerro Santa Lucía por Pedro de Valdivia em 1541, então além de bela, essa pequena montanha tem muita história. 

Foi escolhido para esse marco por conta de sua localização, além de central, era possível enxergar a cidade toda lá de cima. 

o-que-fazer-em-santiago-do-chile-vista-do-cerro-santa-lucía
cerro Santa Lucia

Até os dias de hoje se encontram duas fortalezas na subida do Cerro, uma delas, o Castillo Hidalgo, construído em 1816, funciona como centro de eventos.

Com o cristianismo sendo espalhado com força nessa época de fundação das cidades mais históricas da América do Sul, é evidente que tem uma pequena capela em estilo neogótico no cume da montanha, mas ao contrário da visitação com a subida no Cerro Santa Lucía, a capela está fechada desde 2010, quando um terremoto a danificou.  

A subida é rápida, em menos de 20 minutos estava no alto do Cerro Santa Lucía mesmo parando bastante para fotografar. 

A vista lá do topo mostra todo o charme e diversidade dessa grande metrópole sendo um dos pontos imperdíveis para conhecer em Santiago do Chile.  

Localização: fica pertinho da estação de Metro Santa Lucía. 

Horário de visitação: todos os dias das 9h as 18h30.

Cerro San San Cristóbal

Iniciando no Bairro Bellavista, o Cerro San Cristóbal tem 280 metros de altura, quase 4 vezes mais do que o Cerro Santa Lucía

Mesmo assim, nesta cidade montanhosa, é apenas o terceiro mais alto, vem depois do Cerro Manquehue e do Cerro Renca e também do Sky Costanera, que não é montanha mas tem 20 metros a mais mostrando a petulância do homus engenherus.  

O Cerro San Cristóbal é parte de um conjunto de montanhas, junto com os Cerros Chacarillas, Los Gemelos e La Pirámide, que fazem parte do Parque Metropolitano de Santiago, o maior Parque Urbano do Chile, essa parque tem aproximadamente 722 hectares de extensão.

Sua subida pode ser feita a pé ou de teleférico 

Localização: El Cerro 750, Providencia, Región Metropolitana, Chile

Horário de funcionamento: todos os dias das 10h as 20h.

Teleférico Cerro San Cristóbal

Quando fui fiquei na dúvida em subir de moto até onde podia e continuar na caminhada depois, mas quando vi os teleférico decidi fazer esse percurso dessa forma. Eu gosto dessas coisas e valeu muito a pena. 

A ida e volta pelo teleférico dura mais ou menos 15 minutos e é muito legal ir vendo o horizonte da cidade se ampliando aos poucos. Claro, esse é o tempo apenas do teleférico, você pode parar nas estações Tapahue e Cumbre, no topo, é possível aproveitar a visita do Parque Metropolitano. 

Horário de funcionamento: todos os dias das 10h as 20h (checar se fica aberto no inverno)

Preço: podendo usar oteleférico e os ônibus do parque o dia todo, custa hoje $ 6.900,00 pesos chilenos, mais ou menos R$ 50,00. 

Vale checar mais informações e preços sobre o local no site Teleferico Santiago. 

Leia também: Quanto custa comer em Santiago – custos de mercados e restaurantes

Das montanhas de Santiago, teve uma que me surpreender ainda mais

Eu gosto de surpresas e uma das montanhas de Santiago que nem imaginava que poderia subir me surpreendeu muito!

Foi no fim da minha Viagem de Moto passando pelo Uruguai, Argentina e Chile quando a crise do Coronavírus pegou feio. 

Estava no Atacama e voltei com dois novos amigos até Santiago do Chile, para evitar o pedágio e uma possível blitz de controle do Covid, subindo da direção do litoral, subimos:

Montanha da região do Parque Nacional La Campana

Uma maravilhosa serra cheia de curvas no estilo que mais gosto. 

Para melhorar ainda mais era fim do dia e o sol iluminando o canário deixava a região ainda mais bonita. 

E isso ainda do outro lado da montanha, depois que passamos pela parte mais alta da estrada, demos de cara com a vista de Santiago do Chile ao entardecer. Surpreendente! 

Se estiver de carro ou moto, vale muito pegar a Ruta F-10-G. 

Você vai conhecer o Cerro Santa Lucía, o Cerro San Cristóbal e as montanhas em Santiago? Me conte suas expectativas ai nos comentários, quero saber! 

E se gosta de viagens e quer acompanhar minha jornada de moto conhecendo culinárias regionais do mundo, deixe seu nome e email para receber as novidades! 

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments