You are currently viewing Como é o ciclismo em Toronto

Como é o ciclismo em Toronto

O ciclismo torna-se mais frequente durente o verão, a bicicleta se torna o transporte mais utilizado de quem mora em Toronto.

Mal começou a fazer calor e eu já comprei a minha. Porém, para pedalar pela cidade, o ciclista deve ser responsável e respeitar as regras para não levar multa.

o ciclismo no Canadá
o ciclismo no Canadá

Quem sou eu?

Sou Rodrigo Schmiegelow, publicitário, sempre tive o sonho de viajar e conhecer cada porção do mundo, das culturas, das pessoas, da gastronomia…

Desde meus 16 anos eu tenho essa paixão, e desde que eu comecei a acreditar nesse sonho como algo que realmente poderia acontecer, foi quando eu reorganizei minha vida, juntei dinheiro, conquistei clientes que me ofereciam flexibilidade e fui para essa aventura.

Realizei uma longa viagem pela América do Sul no último ano passando por mais de 140 cidades em 5 meses e vou contar um pouco desta jornada por aqui, acompanhe!

Hoje trabalho com Marketing Digital, uma das áreas mais flexíveis seja para atender os seus próprios clientes ou para abrir negócios online, conheça mais no meu site caranaue.com onde tem muitas matérias sobre o assunto.

Eu já pensava em comprar uma bicicleta antes mesmo de chegar em Toronto.

No preparo para viajar,  eu observava pelo Google Street View um monte de bicicletas pelas ruas de Toronto e pontos especiais para estacioná-las.

Parando de nevar, quase de imediato, reparei que começou a ter uma quantidade cada vez maior de bicicletas, ficando de lado os carros e os transportes públicos, tendo um aumento na prática do ciclismo. Afinal, ela é um transporte ecológico, não polui e de vez em quando é mais rápido que os outros transportes.

Após pegar a bicicleta do meu vizinho de quarto emprestada, comecei a viver a experiência de ter mais liberdade para circular, não tive que esperar mais os ônibus, me exercitei mais, economizei e conheci muitos lugares para onde não havia ido.

Aqui, o ciclismo é usado para tudo, seja para sair de noite, ir trabalhar (algumas vezes até levavam o computador a tiracolo em uma daquelas malas quadradas).

uso frequente de bicicleta no Canadá
uso de bicicleta

Os ciclistas são respeitados

Tem faixas especiais em algumas ruas da cidade, além de uma boa sinalização para quem pratica o ciclismo em Toronto.

No centro de Toronto, os carros respeitam bastante os ciclistas, e quando procuro algum percurso, o Google Maps me mostra as rotas mais apropriadas, onde encontro ciclovias e sinalização adequada para o ciclismo.

No próprio site da prefeitura tem um espaço especial para os usuários de bicicletas, sendo possível encontrar as regras a serem seguidas, mapa da cidade, eventos e até notícias.

ciclista pedalando em Toronto
ciclista pedalando

Quais são as regras do ciclismo em Toronto

  • Seguir o fluxo do trânsito;
  • Andar com a bicicleta como se fosse carro: respeitar semáforos, andar pelo asfalto, respeitar faixas de pedestres, esperar o streetcar antes do ponto;
  • Sinalizar com as mãos, como se fossem setas, quando quiser virar ou parar;
  • O uso de capacete é recomendado, mas obrigatório apenas para menores de 18 anos;
  • Iluminação nas bicicletas: luz vermelha atrás e lanterna na frente é obrigatório para passeios noturnos.

Se você gosta desse tipo de assunto, reomendo que leia Viajar sozinho de moto, vantagens e desvantagens

E quem não respeitar as regras do ciclismo irá tomar multa

A cantora Luanda Jones, carioca e cidadã canadense que vive em Toronto há seis anos, conta o que aconteceu com ela.

– Como foi que você levou a multa?

Eu atravessei de bike quando o sinal estava virando do amarelo pro vermelho. Daí, um carro de polícia, que estava parado no sinal, me mandou encostar imediatamente. Fiquei pasma! Nunca imaginei que isso pudesse acontecer.

– Não teve como negociar ou falar que era recém-chegada ao país?

Eu tentei negociar sim, claro.

Até porque estava surpresa de estar sendo parada por um carro de polícia nessas circunstâncias. Sabia que em nenhum lugar do mundo seria bom atravessar o sinal vermelho. Mas, como ciclista carioca, confesso que eu era um tanto “desregrada”.

Apesar de explicar que havia chegado há apenas dois meses a Toronto, o policial manteve sua postura fria comigo, deixando bem claro que aqui no Canadá as leis de trânsito para o ciclismo existem e devem ser cumpridas.

– Como pagou a multa, na hora?

Ele pediu todos os meus dados (nome completo, endereço, ID e carteira de motorista). Como não tinha carteira de motorista, perguntei o porquê de ele me pedir o documento. Na mesma hora ele me disse que, se eu tivesse, seriam descontados pontos na minha carteira.

Após minutos de silêncio e várias anotações que já estavam me descabelando, veio a bomba: C$180 dólares de multa!!!

O policial, ao ver minha cara de total surpresa e indignação (poxa… foi só um sinal vermelhinho…), imediatamente me avisou que, se eu quisesse, eu poderia recorrer da multa na Justiça, o que é bem comum aqui. Em seguida passou as orientações para o meu amigo, porque eu ainda estava em estado de choque… rsrsrs.

A cobrança chegaria em casa, via correio.

– Você recorreu? Como foi?

A princípio a multa era $180, mas como recorri, paguei C$85.

Quando fui fazer a aplicação para recorrer (na qual me declarei culpada, claro!) no comprovante falava que eu receberia uma carta dizendo quando seria convocada ao tribunal, o que só aconteceu um ano depois do ocorrido.

– Foi um policial civil quem aplicou a multa?

Sim, foi.

– Você estava sozinha? Só você tomou a multa?

Não estava sozinha, mas a pessoa que estava comigo era canadense e havia parado no sinal vermelho.

– Depois desse episódio, você continuou a andar de bicicleta?

Sim, e por incrível que pareça, acho que a multa foi a melhor coisa que me aconteceu.

Passei a respeitar totalmente as leis do ciclismo, a me interessar sobre tudo o que for relacionado ao assunto e sempre divulgo as regras para as pessoas novas.

Hoje uso capacete, luz traseira e da frente, buzina… enfim, tudo o que se precisa. Aqui realmente a lei é rigorosa e rígida com os ciclistas, mas faz total sentido.

Acho um barato poder andar por toda a cidade de bike, é uma sensação maravilhosa, principalmente no verão. Um meio de transporte barato, divertido e saudável. Só temos que prestar atenção nas leis e nos carros, claro.

Há pouco tempo troquei minha bike por uma e-bike, que também segue as mesmas regras de uma bicicleta normal.

Acho lindo parar no sinal vermelho e ser precavida. No fundo, todos sabem o que é o certo, mas sempre existe aquele “jeitinho” que queremos dar, né? Essa foi uma lição que aprendi!

Dica rápida para quem está querendo comprar uma bike: há a Mountain Equipament Coop, uma cooperativa que requer pré-cadastro, com uma taxa de C$5, e depois que a pessoa paga essa taxa, tem direito a comprar produtos para bikes e para a prática do ciclismo com preços mais em conta.

Se você tem ienteresse por esse tipo de assunto, recomendo que visite https://oicanada.com.br/author/rschmiegelow/

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments