You are currently viewing Como me tornei um nômade digital
como me tornei um nômade digital

Como me tornei um nômade digital

Sempre reforço que maturei o sonho de viajar por muitos anos e só consegui quando me tornei nômade digital. 

Essa vontade surgiu quando eu estava com uns 15 anos de idade, no começo dos anos 2000 e só começou a se concretizar em 2019.

Fui consumido por outras prioridades: me formar, trabalhar, morar sozinho. E o sonho de conhecer o mundo foi ficando de lado. 

Depois de algumas férias, de me estressar no trabalho e perceber que o salário era cíclico e viciante, isso é, ganhava mais, aumentava meus custos e dependia do emprego para manter o padrão de vida, ficando assim preso a este modelo padrão, resolvi que era o momento de realizar o meu sonho, decidi me tornar um nômade digital.  

sendo-nomade-digital-viajando-pelo-mundo
viajando pelo mundo sendo nômade digital

> Saiba o que é ser Nômade Digital nesta matéria

Quem sou eu?

Antes de continuar deixei eu me apresentar. 

Rodrigo Schmiegelow, publicitário especializado em Marketing Digital, hoje vivo como Nômade Digital, isso é, tenho liberdade geográfica e trabalho de qualquer lugar do mundo.

Iniciei uma viagem pelo mundo para conhecer lugares, culturas e culinárias regionais e vou trazer grandes surpresas a partir dessas experiências.

Siga o blog do Projeto O Mundo em Lanches pelo Instagram e acompanhe todas as novidades.

E então, como me tornei nômade digital?

nomadismo-digital
nomadismo digital

Mesmo trabalhando, alimentava o sonho que começou com a ideia de pegar a bicicleta e conhecer o Brasil quando eu fizesse 18. 

Vez ou outra quando estava muito tranquilo ou estressado no trabalho eu buscava formas de viabilizar esse projeto de viajar pelo mundo e me tornar um nômade digital. 

Anotava ideias, traçava rotas, pensava em como ganhar dinheiro enquanto viajava. 

Para viabilizar meu sonho, tirei carteira de moto, juntei dinheiro e comprei uma porque era um dos meios com melhor custo benefício e flexibilidade.

>> Como se organizar para viajar de moto

>> Viajar sozinho de moto, vantagens e desvantagens

E como gerei renda? 

Confesso que em minha primeira experiência para me tornar nômade digital,guardei a maior parte do dinheiro que usei antes mesmo de viajar. 

Foram férias, 13º e algum dinheiro que consegui salvar com este objetivo. 

como-gerei-renda
como gerei renda

Além disso planejei alguns formas de rentabilizar enquanto eu viajava: 

> treinei fotografia de alimentos e sai oferecendo por onde passava, neste caso fui percebendo que a forma que fiz não era a ideal porque não é uma decisão tão rápida dos estabelecimentos e só recebia retorno quando já estava em outra cidade

> ofereci experiências na plataforma Airbnb, o que também não gerou retorno imediato

Esses dois pontos mostram muito mais o que é empreender, é necessário testar, ir atrás e mudar o rumo, escrevi sobre no Por que empreender no blog da caranaue. e também sobre mudança de carreiras – leia aqui.

E então, além do dinheiro que juntei, como viabilizei meu sonho? 

Da forma mais óbvia que até então não tinha percebido: atuando de forma diferente com Marketing Digital, área que eu já tinha domínio e experiência. 

Então eu não precisei deixar de fazer o que eu já estava acostumado e essa foi a forma como me tornei um nômade digital. 

Consegui meus próprios clientes sempre deixando claro e transparente meu objetivo e foco principal: continuar viajando. 

Isso foi fundamental para a minha primeira experiência viajando de moto e passando pelo Sul do Brasil, Uruguai, Argentina e Chile conhecendo mais de 147 cidades nestes 4 países. 

Vendo paisagens, culturas e alimentando o meu projeto O Mundo em Lanches experimentando gastronomias regionais. 

Então qual é a principal dica de como me tornei nômade digital?

Persista em seus sonhos e busque viabilizá-los. Não existe a forma certa, não existem caminho das pedras, o que existe é começar e dar um passo de cada vez. 

Quando menos esperar, vai estar realizando o seu sonho. 

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments