You are currently viewing O parque Estadual da Caverna do Diabo
o parque estadual da Caverna do Diabo

O parque Estadual da Caverna do Diabo

O parque Estadual da Caverna do Diabo foi criado em 2008 e faz parte de um grupo de conservação: Jacupiranga e mais 13 unidades. 

É um parque incrível onde você pode conhecer o atrativo principal: a Caverna do Diabo; e também fazer trilhas, conhecer a cachoeira do Araçá, o Mirante do Governo e ainda o centro desse parque: Núcleo Caverna do Diabo.

Leia Bate Volta em Indaiatuba

Quem sou eu?

Antes de continuar deixei eu me apresentar. 

Rodrigo Schmiegelow, publicitário especializado em Marketing Digital, hoje vivo como Nômade Digital (o que é isso), isso é, tenho liberdade geográfica e trabalho de qualquer lugar do mundo.

Iniciei uma viagem pelo mundo para conhecer lugares, culturas e culinárias regionais e vou trazer grandes surpresas a partir dessas experiências.

Siga o blog do Projeto O Mundo em Lanches pelo Instagram e acompanhe todas as novidades.

O parque é encantador, com muitas coisas para fazer e conhecer, além de contar com a ajuda de instrutores para te ajudar a caminhar melhor por lá. Além desses atrativos locais, também têm restaurantes, banheiros e estacionamentos. Eles apresentam uma infraestrutura muito bacana até mesmo nas trilhas e na caverna.

A caverna do Diabo tem mais de 6.000 metros de extensão, porém só é possível visitar 600 metros de sua extensão. Sim, ela é enorme e nem parece que visitei só 10% dela.

Ela é uma caverna grande e ampla e muito acessível, apresenta escadas, luzes e um instrutor para guiar e te oferecer informações sobre a caverna.

De acordo com a Desviantes

Inclusive, os salões e galerias que a caverna abriga são tão amplos que é normal emitirem sons – por causa disso, os indígenas e quilombolas que habitavam a região há séculos atrás criaram lendas e histórias sobre o local que existem até hoje, sendo que a mais famosa delas foi o que deu seu nome.

Segundo essa lenda, eles acreditavam que a entrada da caverna era um portal para o inferno, pois achavam que esses barulhos emitidos eram gemidos de almas castigadas e que as estalactites e estalagmites eram pessoas petrificadas – por isso o motivo de ser chamada de “Caverna do Diabo”.

Na trilha para a chegada na Caverna do Diabo se tem acesso a três cachoeiras

Uma delas é só para visualização, outra você pode entrar e a última é uma bica natural. Minha experiência com elas foi maravilhosa, a água gelada revigorou meu corpo.

Continuando o percurso você alcança o Mirante do Governador  que te dá uma visão do Vale do Ribeiro. Não precisa nem dizer o quão linda é a paisagem e a vista, realmente de tirar o fôlego e vale o esforço da trilha!

Ela fica lozalizado no município Eldorado em São Paulo, e a uma distância de 292km de São Paulo, podendo ser acessada pela Rodovia Régis Bittencourt.

Vale lembrar que a Caverno do Diabo não faz parte do Petar, embora muita gente se confunda com isso, elas regiões vizinha porém, parques distintos e bem diferentes. Mas, amboas fazem parte da administração da Fundação Florestal, com objetivo de preservar esse ecossistema.

O preço de entrada do parque estadual da Caverna do Diabo é 12 reais a iteira e 6 reais a meia.

De terça a domingo das 8h às 17h, com a última visita à caverna às 17h.

Nas férias (segunda quinzena de dezembro, janeiro e julho) e feriados prolongados o Parque abre às segundas-feiras.

Leia também Pessoas Seu Silvério do PETAR

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments