O que comer no Rio de Janeiro? 5 pratos imperdíveis e muito mais

oso-que-comer-no-rio-de-janeiro-5-pratos-imperdiveis-e-muito-mais

Tem tanta opção que precisaria de uma vida inteira para conhecer tudo O que comer no Rio de Janeiro, então selecionei alguns destaques do que conheci na cidade maravilhosa.

Entre todas as comidas do Rio que experimentei pela Expedição Farofa (viagem de moto conhecendo culinárias regionais) marquei 5 como pratos imperdíveis mas listei todas as outras que valem a pena experimentar.

E como migrei de região 3 vezes em três semanas, separei as dicas por regiões. 

Sei que o Rio é muito mais do que esses três bairros (Barra da Tijuca, São Conrado e Copacabana), mas é muito grande também e acabei concentrando minhas experiências onde vivi como Nômade Digital em cada uma das semanas na cidade. 

Lista – O que comer no Rio de Janeiro

Barra da Tijuca

Também pedi comida pelo iFood

São Conrado

Também pedi pelo iFood

Copacabana 

Sobre o Rio de Janeiro

A segunda maior capital do Brasil com mais de 6 milhões de habitantes dispensa explicações. 

É uma cidade maravilhosa com sua beleza natural inigualável principalmente pelos morros e litoral que formam cenários incríveis a qualquer hora do dia. 

O contraste social presente no Rio representa muito o Brasil com comunidades nos morros e prédios de luxo, que oferecem tudo o que o morador precisa sem ter que sair do conforto e segurança que o dinheiro pode pagar, isso tudo junto e misturado

Por ser uma grande cidade no Brasil, existe sim muita violência, mas é possível andar normalmente pelos principais pontos do Rio de Janeiro mantendo atenção, senti e também ouvi os cariocas comentando sobre o exagero do que a televisão mostra neste sentido. 

Leira também: O que fazer na cidade RJ

Antes de continuar, quem sou eu:

Quem sou eu?

Antes de continuar deixei eu me apresentar. 

Rodrigo Schmiegelow, publicitário especializado em Marketing Digital, hoje vivo como Nômade Digital (o que é isso), isso é, tenho liberdade geográfica e trabalho de qualquer lugar do mundo.

Iniciei uma viagem pelo mundo para conhecer lugares, culturas e culinárias regionais e vou trazer grandes surpresas a partir dessas experiências.

Siga o blog do Projeto O Mundo em Lanches pelo Instagram e acompanhe todas as novidades.

Comida Típica do Rio de Janeiro

Por ser uma metrópole cosmopolita (isso é, com muita mistura cultural) que recebeu imigrantes europeus (e gente do mundo todo) e pessoas de todo o Brasil, são poucos os pratos típicos históricos exclusivos do Rio de Janeiro. 

Mas um deles, que representa muito toda a cultura do Brasil, é a feijoada. 

Ao desmistificar a criação deste prato nas senzalas, a atribuição mais recente do surgimento da feijoada conta que começou a ser vendida em restaurantes cariocas no final do século XIX leia mais  o que a torna uma das verdadeiras Comidas do Rio. 

Eu amo feijoada mas acabei comendo apenas uma vez em um marmitex que pedi, que pra mim não é a mesma coisa de um restaurante especializado com o prato servido na hora. 

O que pude ver como comida típica local do Rio de Janeiro foram as que são criadas em bares e restaurantes tradicionais da cidade, como mostro mais abaixo com o Bar do Cervantes

Comportamento bem parecido com o que identifiquei nesta matéria: Tudo sobre Comida Típica de São Paulo com os 5 lanches da cidade

Outro grande destaque foi o Bar do David, ganhador de diversos prêmios do Comida di Buteco – uma competição anual para eleger o melhor petisco regional e nacional. 

No Bar do David fica evidente a criatividade na criação de novos pratos que refletem bem a cultura regional, vou mostrar lá em baixo neste mesmo texto.

Meu prato favorito que comi no Rio e que foi criado pelo David, já está espalhado por vários outros bares e restaurantes, mostrando a importância de competições como essa.   

E então vamos ao que a publicação propõe:

O que comer no Rio de Janeiro

Chega de textão e vamos às Comidas do Rio! 

Barra da Tijuca

Ah! Sem delongas, Barra da Tijuca é um longo bairro do Rio de Janeiro onde está situada a Vila Olímpica.

É uma bairro com áreas corporativas, comerciais e residenciais, o que reflete na riqueza de opções gastronômicas, claro, ser um bairro de classe média alta também ajuda neste sentido. 

> Sanduíche com Fuaga – Restaurante Cervantes – Comidas do Rio – Imperdível

Assisti Somebody Feed Phil série documental sobre culturas e gastronomias regionais e, dentre tudo que Phil Rosenthal comeu, fiquei curioso com o Sanduíche de Filé Mignon com Fuaga do Restaurante Cervantes, um tradicional restaurante carioca que vou falar mais na matéria de Onde Comer no Rio de Janeiro

Como é o sanduíche?  

Pão francês (pão de sal) crocante e fresquinho recheado com um bem servido pedaço de filé mignon no ponto certo. 

Filé-Mingnon-com-Fuaga
Filé Mingnon com Fuaga

Escolhi um adicional de queijo, neste sentido errei feio porque quis queijo minas achando que roubaria menos o sabor mas acabou ficando muito pesado, se colocar queijo, peça o prato. 

E o Fuaga, patê de pato, que confesso que não sei o quanto gostei ou não. Ele tem uma suavidade no sabor, é diferente.

Por que é imperdível? 

Além do pão e da carne perfeitos, achei imperdível pois não se encontra este sanduíche em nenhum outro lugar, é único e diferente. 

Não achei gostoso, mas especial e diferente, vale experimentar e ter suas próprias conclusões. 

Restaurante Cervantes

Endereço: Av. das Américas, 5777 – Lj. 112 – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro – RJ, 22793-080

> Rodízio de Carne – Mocellin Steak

Muito luxo em um dia que encontrei uma amiga na Barra da Tijuca, não tínhamos planos e acabamos neste rodízio de carne, o mais caro que eu mesmo paguei (como trabalhei em agência de publicidade, vira e mexe ganhava almoço caro). 

De fato é muito bom, com cortes diferentes e muito bem preparados. Além de ótimos acompanhamentos como um arroz cremoso que nem sei o nome. 

Gosto de carne, mas não sou o maior apreciador e sempre como com algum carboidrato junto: arroz, batatas, pão. 

Valeu conhecer mas não voltaria. 

Mocellin Steak

Endereço: Av. Armando Lombardi, 1010 – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro – RJ, 22640-070

> Hambúrguer – Le Max Burger and Beer

Em uma casa recém aberta em um centrinho de bares e restaurantes na ponta da Barra da Tijuca, comi um saboroso hambúrguer simples com carne, salada e bacon. 

O atendimento ainda estava batendo cabeça, talvez por ser novo, mesmo com o lugar vazio esqueceram de anotar e trazer as batatas que pedi. 

E por que entra no O que comer no Rio de Janeiro? Estava gostoso, é uma nova opção na região e o hambúrguer chegou muito rápido. 

Le Max Burger and Beer

Endereço: Av. Olegário Maciel, 101 – loja f – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro – RJ, 22621-200

> Bob’s 

Mas com tanta opção você vem me falar de Bob’s? 

Sim! Simplesmente por ser uma rede de fast food criada no Rio de Janeiro em 1952 e ainda é uma das principais redes deste segmento no Brasil. 

Comi um Trio Big Bob´s, o lanche estava muito bom, mas as batatas fritas murchas foi difícil de engolir.   

Como o Bob’s tem muitos endereços, sugiro procurar no Google Maps o mais perto de onde você se encontra.

Também pedi comida pelo iFood

Nesta jornada como Nômade Digital, vou equilibrando os gastos cozinhando e pedindo comida.

Por enquanto o iFood foi a única plataforma de entrega de comida presente em quase todas as cidades que passei. 

No Rio de Janeiro fiz alguns pedidos muito bons começando na Barra da Tijuca.

> Feijoada – Arroz Feijão Comida Brasileira 

Próximo a região em que eu estava na Barra da Tijuca percebi muitas das opções do iFood oferecendo os mesmos pratos com preços muito parecidos, acho que é algum tipo de parceria porque nenhum deles tinha endereço físico e o custo na marmita era bem mais baixo do que a média do app. 

Um dos restaurantes era o Arroz Feijão Comida Brasileira. 

Pedi uma feijoada que estava gostosa. Pelo custo benefício valeu muito a pena.  

> Batata com strogonoff de Camarão – Batata Inglesa

Eu amo uma batata assada, quando recheada então, melhor ainda. 

A batata com strogonoff não estava incrível, mas boa o suficiente para entrar aqui na lista e para uma pedida um pouco diferente algum dia em uma longa estadia na Barra da Tijuca

São Conrado

Ainda na Zona Sul, o bairro divide em cenário a Rocinha (uma das maiores comunidades da américa latina) com condomínios de luxos. 

A beleza natural mais predominante é estar rodeado por morros como Dois Irmãos e Pedra da Gávea, tornando um cenário único com o contraste com o mar. 

Inclusive foi da Pedra da Gávea que saltei de Paraglaider – falamos sobre isso nessa matéria:

11 Esportes Radicais que todo mundo deveria fazer 

Voltando, o que comer no Rio de Janeiro? 

> Carré (bisteca) e Couve – Bar e Pensão do Flávio 

Um prato feito bem feito e mais em conta sempre é uma pedida. 

Foi o caso do Bar e Pensão do Flávio na Vila Canoas.

Um arroz feijão muito bem feito acompanhado de carré e couve. 

Bar e Pensão do Flávio

Endereço: R. Cel. Ribeiro Gomes, 610 – São Conrado, Rio de Janeiro – RJ, 22610-240

> Espaguete com Frutos do Mar – Comidas do Rio – Imperdível

Nesta viagem, quase sempre beirando o oceano, tenho comido frutos do mar como nunca antes morando em São Paulo.

E quando falo O que comer no Rio de Janeiro você só consegue fugir destes pratos sendo vegetariano, vegano ou se não gosta mesmo porque tem muitas opções com essas iguarias.

Espaguet-ecom-Frutos-doMar-do-Mirante-Rocinh-aPé-na-Areaia
Espaguete com Frutos do Mar do Mirante Rocinha Pé na Areaia

Como eu gosto e tenho apreciado cada vez mais nessa jornada, aproveitei para conhecer o bem avaliado no Google Maps: Mirante Rocinha Pé na Areia. Que é o quiosque de restaurante de mesmo nome que fica no topo da Rocinha. 

Comi o suculento e muito bem feito Espaguete com Frutos do Mar, estava muito bom e ainda veio com um Camarão, o maior que já comi, no topo. Vale muito a pena conhecer os pratos aproveitando a brisa da Praia do Pepino. 

Mirante Rocinha Pé na Areia

Endereço: Av. Pref. Mendes de Morais, Quiosque 03 – São Conrado, Rio de Janeiro – RJ, 22610-095 

Também pedi comida pelo iFood na região de São Conrado:

> Kebab – Mahmud Árabe Express

Fazia tempo que não comia um Kebab (sanduíche estilo árabe com proteína, salada e iguarias árabes como Tahine envolto no pão sirio ou pão folha).

E esse pedido estava sensacional! 

Escolhi o de kafta (tipo um espeto de carne moída), veio super caprichado e saboroso, não aguentei comer tudo.  

> Hambúrguer muito bom – Três Gordos

Outra boa surpresa no iFood de São Conrado foi o hamburguer simples mas muito bem feito do Três Gordos. 

É do estilo smash (hambúrguer mais fino) e tudo estava muito bom: pão macio, hambúrguer saboroso, queijo na medida certa e maionese da casa muito saborosa. 

Destaque também para o Catchup de Goiabada da casa que surpreendeu muito, não sei nem explicar muita diferença, mas tem um toque adocicado um pouco maior e é ligeiramente mais consistente, pedi a parte e comi com as batatas que estavam muito boas mesmo no delivery. 

> Pizza – Suburbanos Pizza Rústica

Sou paulistano e pela minha cultura e vivência de pizza não costumo gostar muito das que como no rio.

Mas a Suburbanos Pizza Rística surpreendeu com massa macia, boa quantidade de molho e cobertura caprichada. A melhor que comi na cidade maravilhosa.  

Copacabana 

Segundo o Wikipedia, Copacabana é um dos bairros mais conhecidos do Brasil e um dos mais prestigiados do mundo.

Não à toa. Além de sua beleza e estrutura para vida noturna e diurna, seu calçadão é uma marca muito forte do Rio de Janeiro

A vista pro Cristo Redentor, pro Leme e bem ao fundo para o Morro dos Dois Irmãos me chamam muito atenção. 

Além do Carnaval e da famosa queima de fogos no Ano Novo, o bairro mais populoso e idoso da Zona Sul do Rio de Janeiro já foi palco de filmes, telenovelas e séries, além de ter sido inspiração para diversas composições musicais.

Então voltando ao tema da matéria, o que Comer no Rio de Janeiro – Copacabana:

> Coração De Galinha – Galeto Sat’s – Comidas do Rio – Imperdível

Por indicação de um amigo de trabalho, fui conhecer o Galeto Sat’s, um tradicional bar de Copacabana que foi comprado por um cliente em 2010,mesmo assim manteve sua proposta e pratos firme e forte, além da vocação de saideira, ficando aberto até no mínimo 4 horas da manhã. 

Os galetos da casa são muito famosos e elogiados, mas meu amigo me indicou o coração de galinha, então fui lá para isso. 

Comidas-do-Rio-CoraçA-odo-Galeto-Sats
Comidas do Rio Coração do Galeto Sat’s

Como a porção era muito grande para comer só, o garçom me sugeriu um sanduíche com a iguaria e queijo, logicamente. 

O sanduíche de coração com queijo prato chegou rápido, transbordando coração, foi um desafio comer (claro que não consegui sem espalhar coração pelo bar inteiro).

Os corações de galinha são suculentos, bem temperados e no ponto certo. Valeu muito a pena! 

Tudo isso torna o coração do Galeto Sat´s imperdível quando falo de comidas do Rio.

Galeto Sat´s

Endereço: R. Barata Ribeiro, 7 – Loja D – Copacabana, Rio de Janeiro – RJ, 22011-001 

> Sanduíche de filet mignon – Balada Mix

Estava bem em frente a este restaurante em Copacabana então em um dos dias de estadias resolvi experimentar algo.

Com cardápio vasto, escolhi um sanduíche de filé mignon. Estava gostoso, bem servido e com uma bela salada fresca acompanhando, mas o que chamou a atenção mesmo foi o prato, o prato mesmo, a louça do local com estampa do calçadão de Copacabana. 

Prato-alçadã-od-eCopacabana-com-Sanduiche-de-Filé-Mingnon
Prato calçadão de Copacabana com Sanduiche de Filé Mingnon

Em resumo, vale a pena em uma longa estadia na região.

Balada Mix – acabei de descobrir que é uma rede, a que fui fica:

Endereço: R. Santa Clara, 18 – Copacabana, Rio de Janeiro – RJ, 22041-012

> Cachorro Quente – barraquinha  – Comidas do Rio – Imperdível

Na esquina da Av Atlântica com a Rua Santa Clara fica um barraquinha de cachorro quente e hamburguer que me chamava a atenção por estar sempre movimentada. 

Resolvi experimentar esse tipo de sanduíche que gosto muito. 

O cachorro quente completo vem com salsicha com molho, vinagrete, uvas passas, batata palha e um ovo de codorna. 

O pão fresquinho e o molho saboroso deram um toque especial ao cachorro quente que estava muito bom!

Uma pena que, sem experiência, meu ovo de codorna escorregou e caiu na calçada cheia de areia, não deu nem pra praticar a lei dos 3 minutos que costumo fazer. 

Depois que fui em um barzinho com novos amigos que conheci pelo Couchsurfing, voltei para ver se a barraquinha ainda estava aberta, por sorte estava. Falei que perdi o ovo de codorna mais cedo e colocaram dois dessa vez, com mais cuidado, consegui saborear o cachorro quente completo. 

> Parmegiana – Bibi Sucos

Bibi Sucos também é uma rede com algumas lojas espalhadas pelo Rio de Janeiro. 

É bem o estilo de Comidas do Rio com cardápio variado e opções mais leves,além de muitos variações de sucos naturais e açaí. 

Bom, não fui para comer coisa leve, então pedi um Bife (carne de boi) a Parmegiana do menu executivo. 

Estava muito gostoso e não tão pesado acompanhado de arroz, batata rústica e uma saladinha. 

Bibi Sucos – loja que fui

Endereço: R. Santa Clara, 36 – Copacabana, Rio de Janeiro – RJ, 22041-012

> Bomba de Chocolate – The Bakers

Nessas padarias estrangeiras ou cara de estrangeiras a Bomba de Chocolate chama Éclair. 

Pedi a minha com um café expresso (sempre). Estava bem gostoso e fresca.

The Bakers 

Endereço: R. Santa Clara, 86 – Loja B – Copacabana, Rio de Janeiro – RJ, 22041-010  

> Ceviche – Coisa de Carioca 

Confesso que no quiosque Coisa de Carioca achei que iria encontrar pratos regionais. Mas acho que a ideia do nome é mais por ser um quiosque no calçadão de Copacabana com possibilidade de sentar na areia e música ao vivo. 

Até tinha algumas opções que já tinha visto bastante mas comidas do Rio diferentes e mais regionais não encontrei. 

Então pedi Ceviche de um menu especial por tempo limitado que acompanhou duas lulas fritas. Estava muito bom e é um quiosque bem gostoso para passar uma tarde.

Coisa de Carioca

Endereço: Av. Atlântica, S/N – Copacabana, Rio de Janeiro – RJ, 22070-000   

> Saudosa Maloca – bolinho de Milho 

Finalizo com os meus dois destaques de tudo o que comi no Rio de Janeiro, ambos do mesmo lugar, um bar que está na comunidade (Morro do Chapéu da Mangueira) e agora em Copacabana como realização pessoal de seu proprietário que já foi pescador. 

Esse bar também apareceu no programa Somebody Feed Phil, de tudo onde o bar já apareceu, esse programa é o que tem repercutido melhor em pessoas do mundo todo indo conhecer o bar restaurante segundo o proprietário. 

Comecei experimentando o prato que foi vice campeão nacional do Comida di Buteco em 2017, o Saudosa Maloca: bolinho de milho com queijo recheado de carne seca. 

Com casquinha crocante e parte da massa macia por fora, o recheio era muito saboroso por dentro. 

Não foi atoa que o petisco foi destaque nessa concorrida competição.   

Esse primeiro prato já chamou atenção, mas fui para experimentar:

> O que comer no Rio de Janeiro: Ressurgência – Frutos do Mar ao Vinagrete – – Imperdível

O Ressurgência é tão bom que já está espalhado por vários bares e restaurantes do Rio de Janeiro com o nome de Frutos do Mar ao Vinagrete. 

Lula, Camarão, Mexilhão, Peixe e Polvo juntos e misturados curtidos no vinagrete com feijão fradinho. Tudo no ponto certo como nunca tinha visto em uma mistura tão grande ingredientes de difícil preparo. 

Frutos-do-Mar-ao-Vinagrete-do-Bar-do-David-qu-ecomer-no-Rio
Frutos do Mar ao Vinagrete do Bar do David – o que comer no Rio

Esse prato foi campeão nacional do Comida Di Buteco em 2016 e gerou ainda mais visibilidade para o David em seu bar, dando força para a expansão do negócio. 

Claro, estou falando do Bar do David. 

Endereço filial: R. Barata Ribeiro, 7 – Copacabana, Rio de Janeiro – RJ, 22011-001

Endereço: Chapéu Mangueira – Ladeira Ary Barroso, loja 03 – Leme, Rio de Janeiro – RJ, 22010-060

Comidas do Rio

Para finalizar essa matéria não poderia deixar de falar de três produtos muito caracteristicos da cidade maravilhosa:

Biscoito Globo

O mundialmente famoso Biscoito Globo, que nada mais é do que o biscoito de polvilho com a marca mais forte que existe. 

Ganhou força com a estratégia dos irmãos fundadores de venderem os produtos nas praias cariocas, o que tornou a marca muito conhecida. 

Com valor emocional, é o melhor biscoito de polvilho que existe. 

Coco Seco

Simples, saudável e gostoso. O coco seco vendo em alguns mercados eu ainda não conhecia e fui apresentado nas boas vindas que uma amiga carioca me fez. 

É o próprio coco, aquele seco, o de casca marrom, ainda fresco, cortado e embalado em copinhos para consumo como um petisco ou tiragostinho. 

Mate

E o famoso mate carioca vendido gelado por ambulantes e nas barracas por todas as praias do Rio de Janeiro. Refrescante e revigorante.  

O que comer no Rio de Janeiro

Eu sei que o Rio é muito maior do que esses três bairros e tem muito mais opções do que comer. Por isso peço sua ajuda com indicações do que faltou eu experimentar e colocar aqui nessa matéria depois que voltar para a cidade maravilhosa? 

Acompanhe todas as publicações deixando seu nome e email

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments