O que fazer em Santiago do Chile: 38 experiências imperdíveis

o-que-fazer-em-santiago-do-chile

Tem tanta coisa que é difícil falar o que fazer em Santiago do Chile, estar nessa metrópole, com certeza, já é uma grande experiência.

Rodeada de montanhas, o primeiro impacto da capital chilena surpreende, tenha você chegado por terra ou pelo céu. 

Eu tive as duas experiências, em minha viagem de moto entrei na cidade pela rota 5 contornando as montanhas.

Depois de uma longa história relacionada a crise do coronavírus, voltei de avião sobrevoando os Andes para resgatar a moto.

Se está se programando para conhecer a cidade, sugiro pegar um vôo diurno para ver as montanhas de cima, com certeza essa já é uma das experiências em Santiago do Chile.

Como listei muita coisa, separei a publicação por tópicos, assim você pode ir direto ao que te interessa.

Antes de continuar,

Quem sou eu?

Antes de continuar deixei eu me apresentar. 

Rodrigo Schmiegelow, publicitário especializado em Marketing Digital, hoje vivo como Nômade Digital (o que é isso), isso é, tenho liberdade geográfica e trabalho de qualquer lugar do mundo.

Iniciei uma viagem pelo mundo para conhecer lugares, culturas e culinárias regionais e vou trazer grandes surpresas a partir dessas experiências.

Siga o blog do Projeto O Mundo em Lanches pelo Instagram e acompanhe todas as novidades.

O que fazer em Santiago do Chile

Com mais de 6 milhões de habitantes, a capital desse país que virou referência econômica na américa latina é extremamente cosmopolita, e quando o assunto é o que fazer em Santiago do Chile, 38 experiências imperdíveis com certeza é muito pouco. 

Com ruas arborizadas, limpas e organizadas, a capital chilena é encantadora. 

Sua recente imigração traz um mix cultural renovado com, principalmente, muitos colombianos e venezuelanos buscando melhores condições de vida. Mas também se encontra muitos brasileiros e europeus vivendo na metrópole. 

Mas chega de papo e vamos ao que interessa.

Os acolhedores parques e praças que trazem convívio social

A cidade tem muitos parques e praças, até os canteiros centrais de algumas das principais avenidas se tornam como praças com os residentes praticando esportes diariamente. 

Listei alguns do que conheci ou que passei por perto. 

1 Cerro Santa Lucía

A cidade é rodeada de montanhas, mas no centro também se encontram montanhas. 

o-que-fazer-em-santiago-do-chile-vista-do-cerro-santa-lucía
cerro Santa Lucia

O Cerro santa lúcia é um deles. 

Com 69 metros de altura, subir esse monte oferece uma bela vista da cidade. 

O Cerro Santa Lucía foi o local em que Pedro de Valdivia fundou a cidade de Santiago do Chile em 1541, isso porque era um local privilegiado devido à sua altitude, com uma boa visão de todo o terreno conquistado.

Na subida do monte há duas fortalezas construídas para proteção do local. Hoje em dia, uma delas, o Castillo Hidalgo, construído em 1816, funciona como centro de eventos.

No topo há uma pequena capela em estilo neogótico, construída para ser o mausoléu de Benjamin Vicuña Mackenna, que idealizou o Cerro Santa Lucia. Não se pode entrar na capela pois está fechada desde 2010, quando ficou danificada pelo terremoto. 

Localização: fica pertinho da estação de Metro Santa Lucía. 

2 Cerro San San Cristóbal

Com seus pés no Bairro Bellavista, o Cerro San Cristóbal é ainda mais alto, tem 280 metros de altura. 

Mesmo assim, nesta cidade de montanhas, é apenas o terceiro mais alto, vem depois do Cerro Manquehue e do Cerro Renca. 

O Cerro San Cristóbal é parte de um conjunto de montanhas, junto com os Cerros Chacarillas, Los Gemelos e La Pirámide, que fazem parte do Parque Metropolitano de Santiago, o maior Parque Urbano do Chile, vou falar mais abaixo sobre ele, tem aproximadamente 722 hectares de extensão.

Sua subida pode ser feita a pé ou de teleférico, próximo item. 

Localiazação: El Cerro 750, Providencia, Región Metropolitana, Chile

3 Teleférico Cerro San Cristóbal

Por que o Teleférico do Cerro San Cristóbal está separado como uma das experiências em Santiago do Chile? Por que é um caso a parte. 

teleférico-cerro-san-cristóbal
teleférico cerro san cristóbal

Quando fui fiquei na dúvida em subir de moto até onde podia e continuar na caminhada depois, mas quando vi os teleférico decidi fazer esse percurso dessa forma. Eu gosto dessas coisas e valeu muito a penas. 

A ida e volta pelo teleférico dura mais ou menos 15 minutos e é muito legal ir vendo o horizonte da cidade se ampliando oas poucos. Claro, esse é o tempo apenas do teleférico, você pode para nas estações Tapahue e Cumbre, no topo, para aproveitar a visita ao Parque Metropolitano. 

Horário de funcionamento: todos os dias das 10h as 20h (checar se fica aberto no inverno)

Preço: podendo usar oteleférico e os ônibus do parque o dia todos, custa hoje $ 6.900,00 pesos chilenos, mais ou menos R$ 50,00. 

Vale checar mais informações e preços sobre o local no site Teleferico Santiago. 

Curiosidade sobre a minha experiencia. 

Cheguei no pé da montanha de moto e estacionei em um bolsão que tem próximo a entrada. Neste dia, distraído, esqueci a GoPro que uso para filmar as ruas e estradas em cima da moto. 

Só me lembrei quando já estava na subida do teleférico, então acabei não aproveitando tanto o passeio com o desespero de perder a câmera. 

Quando voltei, quase uma hora depois, a máquina estava lá, no mesmo lugar. Foi sorte, mesmo Santiago do Chile sendo uma cidade segura, não se pode dar bobeira como essa em nenhum lugar do mundo. 

4 Parque Metropolitano de Santiago

Também conhecido como PMS o Parquet. 

Como já adiantei, é o maior parque do Chile, e também da América Látina, e o quarto maior parque metropolitano do mundo. São 737 hectares de área, o que equivale a não tenho nem ideia.

Formado pelos Cerros San Cristóbal, Chacarillas, Los Gemelos, Cerro la Pirámide, Cerro Polanco e o Cerro El Carbón, e pelos setores Tupahue, Lo Saldés, Pirámide e Bosque Santiago,​ o parque está localizado entre quatro bairros (na verdade, em quatro como se fossem subprefeituras) da cidade: Huechuraba, Providência, Recoleta e Vitacura. Só por essa dimensão já dá para ter uma ideia do tamanho. 

A mesma administração do Parque Metropolitano de Santiago também mantém e conservam  16 Parques Urbanos distribuídos em 13 bairros de Santiago. 

Atrações:

  • Piscinas
  • Teleférico
  • Bonde
  • Zoológico
  • Jardim Botânico
  • Santuário

Quanto custa: a entrada no Parque Metropolitano de Santiago do Chile é gratuita. 

Localização (uma delas): Pío Nono 450, P 2, Recoleta, Región Metropolitana, Chile

5 Parque Forestal

No centro histórico de Santiago do Chile, o Parque Florestal é extenso e segue por uma parte da Avenida Costanera, uma das principais da metrópole. 

Muito arborizado, conservado e com bancos e pequenas ruas de pedestres, é uma ótima opção para praticar exercícios ou simplesmente relaxar. 

No parque fica localizado o Museu Nacional de Bellas Artes, Museu de Arte Contemporânea e a Fonte Alemã, uma fonte de bronze feita por um escultor alemão para celebrar o centenário do Chile. 

Fica próximo ao Rio Mapocho, que corta a cidade. 

Localização: uma das opções é entrar pela estação Bellasartes do Metrô, ao sair, é só caminhar pela Avenida José Miguel de la Barra. 

6 Parque Inés de Suárez

Este parque conheci por acaso pois estava hospedado ao lado. 

Muito arborizado, me encantou com tantas opções de lazer como quadras, campos de futebol, mesas de ping pong, pista para corrida, espaços verde e área para cachorros.

Além disso, atravessei o parque em um final de tarde e fiquei impressionado com tantas pessoas aproveitando essa área verde. 

Localização: Antonio Varas 1510, Providencia, Región Metropolitana, Chile

7 Parque Bicentenário – o que fazer em Santiago do Chile

Um dos parque mais bonitos e diferentes da região. 

Recente, foi inaugurado em 2007 e sua área é de 30 hectares. 

O que mais me encantou é seu espaço amplo e aberto com linda vista da cidade. 

O parque tem muita área de lazer para crianças, e o melhor para quem tem filhos, essas áreas são separadas por faixa etária, assim um não atropela o outro. 

Outro ponto interessante é que o principal restaurante de Santiago da atualidade fica lá dentro, o Mestizo, não fui, mas está muito bem avaliado. 

Localização: Avenida Del Bicentenario 3800 Vitacura, Santiago 7630670 Chile

8 Plaza Ñuñoa

Uma praça comum nesta cidade cheia de praças e parques. 

Está em minha lista O que fazer em Santiago pela experiencia que tive por lá. 

Fui a um encontro do Couchsurfing e depois de tomar uma cerveja em um bar ao redor da praça, chegou um novo amigo e nos sugeriu que fossemos para a praça Ñuñoa para gastar menos. 

Fiquei apreensivo porque não se pode beber em lugares públicos na cidade, mas, com uma pessoa que mora na região, confiei e fomos. 

Foi bem tranquilo, falaram que depois das manifestações estão menos rigorosos com algumas coisas. 

Na praça tinha vários grupos de jovens, inclusive um grupo fazendo uma batucada estilo samba. 

A praça é em um estilo espanhol muito comum nas cidades dos países que foram colonia deste outro país. São quadrada, com bastante área verde, algumas árvores e, normalmente, uma área central de concreto com algumas passagens para chegar até ela. Não sei se expliquei muito bem. 

Localização: Irarrázaval 3550, Ñuñoa, Región Metropolitana, Chile

O que fazer em Santiago do Chile? Construções históricas e modernas

Fundada em 1541 e capital do país de 18 de setembro de 1810, é atualmente uma das maiores potencias e referências da América Latina. 

Juntando a história com a atualidade, a capital chilena é rica em arquitetura nestes dois cenários: muitas construções de séculos passados misturadas com prédios modernos, inclusive o maior da américa latina. 

9 Mercado de Santiago

Fundado em 1872, o Mercado Central de Santiago do Chile tem como produtos principais os pecasdos e mariscos, mas, por ser turístico, é possível encontrar um pouco de tudo.

mercado-central
Mercado de Santiago

Para mim seu interior é como um grande galpão quadrado com o pé direito altíssimo. 

Dependendo do horário, antes mesmo de entrar, já vai ter alguns garçons oferecendo mesas e mostrando os cardápios dos diversos restaurantes que se encontra lá dentro. 

É um monumento histórico desde 1984. 

Em 2012 foi considerado pela revista National Geographic como um dos melhores mercados do mundo. Vale a visita.  

Localização: San Pablo, Santiago, Región Metropolitana, Chile

Horário de funcionamento: de domingo a quinra das 06h00 às 17h00, às sextas das 06h00 às 20h00 e sábado das 06h00 às 18h00. 

10 Palácio de La Moneda

Uma imponente construção no Centro Histórico de Santiago que é sede da Presidência da República do Chile. 

Foi projetado inicialmente para abrigar a Casa da Moeda quando o país ainda era colônia espanhola, é por isso que tem esse nome, mas devido à falta de recursos do governo colonial, a Casa Real Espanhola entregou o projeto a um particular. 

Graças ao financiamento feito por Francisco García de Huidobro, I Marquês de Casa Real, o palácio foi construído entre 1786 a 1812. 

Assinado pelo italiano Joaquín Toesca, a o Palácio de La Moneda foi inaugurada oficialmente em 1805. 

Suas paredes são construídas com pedras muito grandes, que chegam a mais de um metro de largura. Isso para dar resistência à construção, fundamental para aguentar os frequentes terremotos em Santiago. 

É por isso que o Palácio de La Moneda é uma das poucas construções da era colonial que ainda permanecem em pé na capital chilena.

Localização: Moneda S/N, Santiago, Región Metropolitana, Chile

11 Estádio Nacional 

Para os amantes de futebol e esportes em geral, o Estadio Nacioanl é uma boa pedida. 

Um estádio multiuso com capacidade para 47 mil torcedores, é o mais usado em jogos da seleção chilena e do time da Universidad de Chile.

Inspirado no Estádio Olímpico de Berlim, foi inaugurado em 1938 e remodelado em 1962, quando o Chile foi sede da Copa do Mundo.

Localização: Av. Grecia 2001, Ñuñoa, Región Metropolitana, Chile

12 Plaza de Armas

A Plaza de Armas (Praça de Armas) tem sido centro político, economico, social e relioso desde a Conquista. 

A Conquista de Chile é um período em que se dicifide a história do país, desde a chegada de Pedro Valdivia em 1540 até a morte de Martín García Óñez de Loyola en 1598, por conta de batalha de Curalaba entre os espanhois e Mapuches. Leia mais sobre a Conquista.

Grande parte das manifestações mais recentes em luta da renovação da constituição também aconteceram por lá. 

No Centro Histórico da cidade, vale a passagem. 

Localização: estação Plaza de Armas do Metro. Em frente à Catedral Metropolitana de Santiago, que também vale a visita. 

13 Templo Baha’i – O que fazer em Santiago

Uma das construções arquitetônicas mais diferentes que já vi e em uma localização com surpreende vista da cidade. 

templo-baha-i
templo baha i

O Templo de Santiago Baháʼí é uma Casa de Adoração de Bahá’í.  

Inaugurada em 2016, é uma construção circular e composta por nove velas em arco feitas de mármore e vidro. 

Localização: Diagonal Las Torres 2000, Penalolen, Peñalolén, Región Metropolitana, Chile

14 Sky Costanera

Aberto ao público em 2015, o Sky Costanera tem 300 metros de altura em 64 andares. 

sky-costanera
sky costanera

Com um enorme shopping, centro comercial, restaurantes e a possibilidade de subida ao topo, é uma das experiencias em Santiago do Chile mais imperdíveis. 

O custo para subir ao topo não é baixo, $ 15.000,00, aproximadamente R$ 80,00, mas se pegar um dia com o tempo aberto pode e o horizonte limpo, terá uma vista incrível da cidade – a diferença da vista em relação aos cerros é que não vai ter o Sky Costanera na imagem porque vai estar nele.rs 

Localização: Andres Bello 2425, Providencia, Región Metropolitana, Chile

Mais história com os museus da cidade

Um país rico em história e cultura oferece diversas opções de museus imperdíveis que contam um pouco de tudo isso. 

15 Museo de Arte Contemporânea em Santiago do Chile (MAC)

Pertencente a Universad de Chile, o parque tem duas sedes: uma no Parque Quinta Normal e outra no Parque Florestal.

Está com o acervo dividido pois foi inaugurado no Parque Quinta Normal em 1941 como parte de um programa de incentivo à cultura feito pela Universidad do Chile. 

O prédio onde se está o MAC no Quinta Normal é conhecido como Parthenon ou Palácio de Versalhes, foi construído em 1920 para abrigar o instituto Sociedade de Agricultura, mais tarde, em 1934, o edifício foi transferido à Universidad do Chile, que o usou para a faculdade de agronomia e o MAC até os anos 70.

A realocação para o Palácio de Bellas Artes aconteceu em 1974, depois, por conta de reformas neste prédio que fica no Parque Florestal, parte das obras voltaram ao endereço antigo. 

O principal objetivo do museu é promover o trabalho de artistas chilenos, mas também tem algumas obras internacionais. 

O Museu de Arte Contemporânea (MAC) tem um acervo com mais de 2 mil obras que vão desde o final do século 19 até os dias atuais. Esculturas, pinturas, vídeos, fotografias, gravuras, entre muitas outras coisas. 

Entre os principais artistas expostos é possível citar José Balmes, Gracia Barros, Roberto Matta, Nemesio Antúnez e Matilde Pérez.

Entrada gratuita. 

As duas sedes ficam abertas de terça a sábado das 11h00 às 19h00 e de domingo das 11h00 às 18h00.

Localização: 

Parque Quinta Normal: Matucana 464, Santiago, Región Metropolitana, Chile 

Parque Florestal: Ismael Valdés Vergara 506, Santiago, Región Metropolitana, Chile

16 Museo Nacional Bellas Artes (MNBA)

Aproveitando o gancho falo do Museu Nacional de Bellas Artes. 

Fundado em 18 de setembro de 1880, era denominado de Museu Nacional de Pinturas, ocupa desde 1910 um edifício situado no Parque Florestal, no centro de Santiago.

O Palácio de Belas-Artes foi projetado pelo arquiteto franco-chileno Emile Jéquier, em comemoração ao primeiro centenário da independência do país e declarado monumento nacional desde 1976.

O MNBA conserva um patrimônio artístico composto por mais de 3 mil peças que foram adquiridas por meio de compras, doações e premiações dos salões oficiais. 

  • O museu tem muita variedade:
    ampla seção de pinturas e esculturas chilenas desde o período colonial,
  • núcleos de arte universal, com coleções de pinturas italianas, espanholas e flamengas,
  • gabinete de gravuras, 
  • coleções de desenhos
  • coleção de fotografias
  • conjunto de esculturas africanas
  • biblioteca especializada em artes visuais, 

Além de tudo isso, sua arquitetura é de tirar o fôlego. 

Entrada gratuita. 

De terça a domingo das 10h00 às 17h30.

Localização: José Miguel de La Barra 650, Santiago, Región Metropolitana, Chile

17 Museo Chileno de Arte Precolombino

Para entender um pouco da cultura local antes da invasão espanhola, o Museo Chileno de Arte Precolombino é uma ótima pedida. 

São 783 peças que vão desde as primeiras cerâmicas e tecidos do continente, até elaboradas peças de rituais, além de ornamentos. 

A exibição representa a diversidade cultural e riqueza dos povos americanos. 

De quarta a sábado das 10h00 às 16h00.

Valor do ingresso: $ 8.000,00 pesos chilenos para estrangeiros – como R$ 55,00

Localização: Bandera 36, Santiago, Región Metropolitana, Chile

Experiências em Santiago e tours na Região 

Para fugir um pouco da cidade grande e explorar novos horizontes, há várias opções a poucos quilômetros de distância.  

18 Passeio para as vinícolas

Dentre as centenas de vinícolas (ou bodegas em espanhol) disponíveis na Região de Santiago, algumas que se destacam são:

Concha y Toro, famosa entre os turistas, oferece visita guiada que mostra as etapas de produção do vinho, além de degustação no final do passeio. 

Localização: Av. Virginia Subercaseaux 210, Pirque, Región Metropolitana, Chile

Undurraga tem o mesmo tipo de tour, é uma uma boa opção para quem prefere conhecer uma vinícola menor.

Localização: Cam. a Melipilla 34, Talagante, Región Metropolitana, Chile

Uma dica é fazer a reserva com alguns dias de antecedência. 

Para quem quer beber, é indicado fazer o passeio com uma agência.

Mais dicas sobre vinícolas. 

19 Conhecer os Andes

Para mim, a primeira vez que entrei na região dos Andes foi impactante. 

Estar em meio às gigantescas montanhas passando de moto é uma das experiências em Santiago mais inesquecíveis.  

Se tiver de carro ou moto, sugiro passar um dia na estrada e subir Los Caracoles, uma serra com 29 curvas em S onde há um ganho de elevação de 700 metros em relação ao nível do mar em apenas 40 quilômetros.

Se tiver um tempo maior, ir até Mendoza pela toda que liga o Chile a Argentina é ainda mais bonito, passa ao lado do Aconcágua, segunda maior montanha em elevação do mundo. É emocionante.  

20 Valparaíso e Viña del Mar

A um pouco mais de 100 quilômetros de Santiago existem duas cidade litorâneas muito famosas, Valparaíso e Viña del Mar. 

valparaiso-nos-arregores-da-cidade
valparaiso nos arregores da cidade

Gostei muito de Viña del Mar por ser uma cidade na montanha, inclusive a corrente da minha moto estourou subindo uma das ruas íngremes da cidade. 

Com muita arte urbana, a cidade tem seu charme com ruas estreitas tanto para carros quanto pedestres. 

Em Valparaíso peguei um pôr do sol com o astro rei mergulhando no horizonte que foi inesquecível. 

21 Cristo Redentor de Los Andes

Outra experiência incrível pelo desafio de subir a montanha onde se encontra o Cristo Redentor de Los Andes do artista argentino Mateo Alonso, que fica a 3.854 do nível do mar. 

Inaugurado em 13 de março de 1904, serviu para comemorar a superação pacífica de um conflito por questões de fronteira que havia levado os dois países à beira da guerra.

A rota até o cume também é de curvas em S, mas nesse caso é uma terra arenosa bem difícil de pilotar. Algumas pessoas sobre a pé.

Lá de cima o clima muda totalmente, com ar rarefeito, muito vento e frio. A vista e a experiência valem muito a pena.   

22 San José de Maipo

A 48 quilômetros de Santiago do Chile, fica aos pés da cordilheira em uma comunica que leva o nome de cordilheira, por sinal.

Com o Rio Maipo passando pela comuna, tipo um vilarejo, os pontos mais procurados na região são de belezas naturais. 

O Cajón del Maipo é o destaque, um lindo cânion com belas vistas do vale, diversas trilhas para caminhadas e vida selvagem abundante.  

O que fazer em Santiago do Chile? Lazer, Bares e baladas

Em uma cidade cosmopolita como essa, lazer é o que não falta. 

23 Patio Bellavista em Santiago do Chile

Fui parar no Patio Bellavista ao acaso e me encantou muito. 

É como um shopping de bares, restaurantes e algumas lojas de conveniências que pega quase um quarteirão inteiro, por fora parece um ambiente fechado mas o centro é todo descoberto, muito legal e muito cheio. 

E ainda conta com dois andares, o segundo, como um mezanino. 

Localização: Constitución 50, Providencia, Región Metropolitana, Chile

24 Dublin – O que fazer em Santiago

Na mesma charmosa e badalada região de restaurantes, bares e baladas, encontra-se o Dublin Irish Pub, um pub irlandes com algumas opções de cerveja em três ambientes: externo (na calçada – por lá é muito comum), interno e varanda na parte superior direcionada ao centro do quarteirão. 

Por lá comi um lomo a lo pobre (quando vem com ovo e um acompanhamento, pedi batatas fritas), e uma cerveja lager que não recomendo, muito aguada. 

Localização: Bellavista 0373, Providencia, Región Metropolitana, Chile

25 Tamango Brebajes House of Beer 

Fiquei bastante no bairro Bellavista, ainda tem mais opções pela região como o Tamango Brebajes House of Beer.

Com um amigo que fiz pelo Couchsurfing (saiba o que é) fomos a este bar por sugestão dele que é local. 

Ótima opção de cervejas, com variações de IPA, a que mais gosto. 

Pedimos como se fosse uma degustação com 4 cervejas diferentes e um bom custo benefício. 

Por lá, vi apenas a área externa para estar. Peguei uma fila demorada para conseguir lugar. 

Localização: Dardignac 0195, Providencia, Región Metropolitana, Chile

26 Cervecería HBH

Outro lugar badalado é Cervecería HBH, essa fica em Ñuñoa, e oferece muitas opções de cervejas artesanais em um ambiente bem legal para ir com amigos. 

Também estive lá a partir de um encontro do Couchsurfing. 

Localização: Irarrázaval 3176, Santiago, Ñuñoa, Región Metropolitana, Chile 

27 Medio Kilo Bar – um bar local

E uma das melhores experiências foi neste mesmo dia do Cerveceria HBH, quando o pessoal do Chile nos levou para um legítimo bar que eles frequentam, menos turístico, mais barato. 

Um local mais simples, com mesas e cadeiras de plásticos em um ambiente interno aberto. Cerveja de litro barata e bebidas regionais como o Terremoto são servidos. O Terremoto é daqueles drinks que parecem fracos mas depois você sai tonto. 

Localização: Irarrázaval 3081, Ñuñoa, Región Metropolitana, Chile

28 Cvlto Bar de Rock

De volta a Bellavista, passei com esse meu novo amigo no bar Cvulto, o antigo La Vaquita Saborosa.

Para quem gosta desse tipo de música, não é meu caso, é um lugar bem legal com pessoas animadas. 

Localização: Antonia López de Bello 61, Recoleta, Región Metropolitana, Chile 

29 Pupuya Restaurant 

Cheguei atrasado para o jantar que encerra às 21h, mas consegui comer uma deliciosa empanada de camarão com queijo e curtir o pessoal animado dançando a música tipicamente chilena La Cueca.

Todas as quintas uma banda se apresenta com este estilo musical e o público, um pouco mais velho, vai à loucura com uma dança que lembra um pouco as gaúchas – relembre: Vanerão: Dança Típica Gaúcha

Localização: C. San Ignacio de Loyola 1955, Santiago, Región Metropolitana, Chile   

30 Club57 – O que fazer em Santiago

Com minhas novas amigas do Couchsurfing passei no Club57 com direito a camarote de graça e tudo. 

Uma balada com ambiente externo aberto, pista e mezanino camarote tocando Reggaton. 

Localização: Antonia López de Bello 25, Providencia, Región Metropolitana, Chile

31 Zona 3  

Outra balada que passamos rapidamente também muito animada e tocando reggaton. 

Localização: Pío Nono 160, Recoleta, Providencia, Región Metropolitana, Chile

32 Balada ilegal 

Essa eu não posso passar o endereço porque nem sei, mas valeu pela experiência.

Saimos de um outro bar balada, eu com o novo amigo do Couchsurfing do Tamango Brebajes, o bar fechou e de repente seus amigos estavam indo em uma festa, fui junto. 

Quando chegamos no endereço parecia uma casa normal mas com a garagem cheia de tapumes. 

O segurança abriu a porta, passamos por um espaço escuro e sem nada, tipo a garagem escondendo o restante, e entramos em um galpão onde tinha o bar, ao virar em uma portinha no fundo desse salão, tinha uma pista de dança com dj. 

Fiquei pouco tempo, depois me falaram que a polícia chegou por lá de madrugada e acabou com a festa.  

O charme dos Melhores Bairros e Regiões – experiências em Santiago do Chile 

São muitos os bairros charmosos e arborizados com particularidades na capital chilena. 

33 Centro Histórico de Santiago

Boa parte da lista: o que fazer em Santiago do Chile, estão nessa região da cidade. 

Então, se quer conhecer bem o centro histórico, acorde bem cedo, coloque um tênis e vá fazer uma boa caminhada pela região. 

Parque florestal, Mercado Central, Plaza de Armas, Casa de La Moneda e Cerro Santa Lucia ficam pelo centro histórico, inclusive essa é uma boa sugestão de rota. 

Nesta caminhada vai perceber as referências históricas do período colonial junto com construções modernas. 

Também tem muita área comercial, restaurantes, cafés e pequenos shoppings.  

34 Providência

Foi o bairro onde passei mais tempo e se tornou o meu favorito na cidade. Muito arborizado, com muitas praças e parques, caminhei tranquilamente pelas ruas da região aproveitando o verde presente. 

Por lá também tem muitas ruas de restaurantes, inclusive estava pertinho de uma que tem um restaurante brasileiro, algo como da Moqueca, não fui, mas parecia bom. 

35 Las Condes – O que fazer em Santiago

É como um bairro comercial com prédios altos e modernos na cidade. 

Mesmo com muitos centros comerciais, o bairro preserva o verde, inclusive o Parque Arauco fica na região. 

Vai ser difícil entrar em Santiago sem passar por Las Condes. 

38 Bellavista

Como já perceberam pelo texto, Bellavista é o bairro boêmio da cidade com grande concentração de bares e baladas. 

Além disso conta com galerias de arte, mais de 250 restaurantes e 20 salas de teatro. 

A antiga residência do poeta Pablo Neruda também fica por lá e hoje é museu, a Casa Museu La Chascona

37 Barrio Italia

O pitoresco Barrio Italia, uma área com prédios baixos e fachadas coloridas, cheio de restaurantes italianos casuais, pizzarias e gelaterias com mesas na calçada. 

Por lá, vale conhecer a Rua Santa Isabel, repleta de bares de coquetéis e wine bars tranquilos com música ao vivo.

38 Barrio Paris Londres

No corazón de Santiago do Chile, o Barrio París Londres carrega uma importante parte da história contemporânea do Chile.

Não apenas por suas charmosas e imponentes casas, mas também pelo que acontecia em suas ruas. 

Se tornou zona típica em 1982 por ter sido marco arquitetônico, político e cultural.  

São apenas 5 charmosas ruas que podem se passar caminhando rapidamente. 

Mais dicas sobre a capital do Chile

Metro, transporte

O transporte público do Chile funciona muito bem. Por lá deixei minha moto parada e só me locomovia por ônibus e metrô. É bem fácil de andar pela região e qualquer dúvida é só perguntar para o nosso amigo Google. 

metro-em-santiago-do-chile
metro em santiago do chile

Para conseguir andar com o transporte público é preciso comprar um bilhete que custa $ 2.000 pesos chilenos (como R$ 13,00) e vem com $ 700 de saldo. 

Cada passagem do metrô custa $ 630 pesos chilenos e é possível pegar vários ônibus sem custo adicional por duas horas depois do primeiro ônibos.    

Segurança em Santiago 

A cidade é bem tranquila. Caminhei bastante a noite por lá, inclusive no centro histórico. 

Mas, como toda grande cidade, é sempre bom tomar cuidado e não bobear com objetos de valor – escutei histórias de furtos, mas de assaltos não. 

Trânsito na cidade  

O trânsito da cidade é bem carregado praticamente o dia todo durante a semana, um dos motivos para preferir metro. 

Os preços em Santiago 

São altos.rs Santiago não é uma cidade barata. Nesses bares e restaurantes que comentei, não gastei menos de R$ 50,00 mesmo tendo tomado apenas duas cervejas ou uma cerveja e um prato.  

Tenho os valores do mercado que fiz anotados, se tiver interesse, deixe nos comentários. 

Documentos para entrar 

Consulte a lista de documentos exigidos neste momento de pandemia nesta matéria 

Por terra, além de RG ou Passaporte, é necessário fazer o seguro SOAPEX (consegui pela HDI). 

O que fazer em Santiago do Chile? 

santiago-do-chile
santiago do chile

Agora você me diz quais experiências tenho que viver nesta incrível metrópole que vai te surpreender. 

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Kamyla
Kamyla
6 meses atrás

Adorei as dicas!!!! Lista completa … assim que gosto!

Schmiegelow
Admin
Reply to  Kamyla
6 meses atrás

Que bom que gostou das dicas do que fazer em Santiago do Chile!