You are currently viewing Sobre Petar
sobre PETAR

Sobre Petar

Petar é a sigla para Parque Estadual do Alto Ribeiro, foi criado em 1958, um dos parques mais antigos de São Paulo.

Petar é um parque ecológico que tem sua formação visando a conservação da área local. Ele apresenta diversas cavernas dentro dele, que são acessadas por incríveis e admiráveis trilhas, com cachoeiras, rios e tudo que tem direito.

Leia Pessoas Seu Silvério do PETAR

Quem sou eu?

Antes de continuar deixei eu me apresentar. 

Rodrigo Schmiegelow, publicitário especializado em Marketing Digital, hoje vivo como Nômade Digital (o que é isso), isso é, tenho liberdade geográfica e trabalho de qualquer lugar do mundo.

Iniciei uma viagem pelo mundo para conhecer lugares, culturas e culinárias regionais e vou trazer grandes surpresas a partir dessas experiências.

Siga o blog do Projeto O Mundo em Lanches pelo Instagram e acompanhe todas as novidades.

Eu me lembro de uma caverna em Petar que você só conseguiria entrar se fosse praticamente engatinhando de tão apertada que era, confesso que fiquei com bastante medo. Mas, também entrei em outras cavernas que eram muito amplas, outras que acabávamos se molhando ao entrar, andávamos na água, outras você só passava pelos trechos mergulhando, também tinha aquelas com cachoeiras… havia de tudo, e foi incrível. Além dos passeios que eu fiz, nadei no rio, fiz aquela atividade de descer o rio com boia, trilhas, conheci um pouco da natureza…

O parque se localiza na Mata Atlântica, apresenta sítios paleontológicos, arqueológicos e históricos, abrigando mais de 400 cavernas.

cavernas-em-PETAR
cavernas em PETAR

Na região ocorrem muitas chuvas, pois a formação montanhosa e a densa vegetação se comportam como uma barreira para os ventos vindos do Atlântico Sul.

O que originou as cavernas de Petar foi a ação da água ácida nas rochas calcárias.

Os animais típicos da região são: onça-pintada, mono-carvoeiro, ave marialeque, lontras, cágados e diversos outros animais encontrados na Mata Atlântica.

O relevo por ser solúvel permite com que a água de chuva seja escoada e armazenada, gerando uma drenagem superficial e subterrânea. Por isso a região apresenta um grande reservatório e diversas cachoeiras e rios.

Sobre as cavernas de Petar 

turismo-em-alto-ribamar
turísmo do Alto Ribamar

1-Santana

Segunda maior caverna de São Paulo.

Circuito de cerca de 2h.

Possui passarelas e escadas dentro da caverna para poder explorá-la melhor sem agredir a sua natureza.

Leia As cavernas de PETAR (Parque Estadual do Alto do Ribeiro)

2- Sore Petar – Caverna Morro Preto

Ideal para iniciantes.

Estudos comprovam que no passado nossos antepassados viveram por lá.

3- Couto

A água que sai dessa caverna forma uma linda cachoeira com 5m de altura.

No final da caverna abre-se uma saída da caverna com 5m de altura e 10m de largura com uma linda paisagem da Mata Atlântica.

4- Água Suja

caverna-agua-suja
caverna Água Suja

A caverna tem esse nome, pois quando foi descoberta a água que saia dela estava suja.

Uma trilha fácil de 1h até a chegada na caverna.

5- Ouro Grosso

Tem 90% umidade.

Apresenta o acesso mais difícil ao se comparar com as outras.

Existem partes muito estreitas, como entrada, que é necessário rastejar.

6- Sobre Petar – Caverna Alambari de Baixo

Tem esse nome por causa do rio que a entra em seu interior, o rio Alambari.

A trilha até a caverna dura 1h e era uma antiga estrada, da qual hoje não passa mais carros.

Apresenta uma corda em seu interior, pois existem trechos com muita água e teto baixo.

7- Casa da Pedra

Tem esse nome devido ao enorme portal de pedra com 216 metros, a maior boca de caverna do mundo. Em compensação a saída da caverna tem a boca pequena.

A mata atlântica nessa região é primária e bem densa.

O Petar é um lugar incrível que te fornece um contato direto com a natureza, experiências inesquecíveis e paisagens deslumbrantes. Espero que um dia você possa conhecer, com certeza não se arrependerá de nada.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments