You are currently viewing Síndrome de Burnout: precisamos falar sobre isso!
síndrome de Burnout

Síndrome de Burnout: precisamos falar sobre isso!

O ano está passando super rápido por aí? A minha sensação é que pisquei os olhos e, de repente, vi que já estamos no nono mês de 2021! E então, como eu gosto de trazer reflexões importantes por aqui, resolvi aproveitar que estamos no Setembro Amarelo, mês de prevenção ao suicídio, para falarmos um pouco sobre algo que tem afetado a saúde mental de muita gente: a Síndrome de Burnout

Esse tem sido o grande mal dos últimos anos: cada vez mais as pessoas se veem em uma situação em que o trabalho consome totalmente a saúde mental, problema este que invade também os demais campos da vida, proporcionando uma exaustão mental e física totalmente fora do controle. 

Levantei alguns pontos na Agência Brasil para ilustrar o quanto esse assunto é preocupante:

  • Conceitualmente, o Burnout é um transtorno psíquico que associa a vida profissional como causa de sintomas semelhantes aos do estresse, da ansiedade, da depressão e, até mesmo, da síndrome do pânico. 
  • A síndrome foi incluída na Classificação Internacional de Doenças da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2019. 
  • Se não tratada, pode evoluir para doenças físicas como hipertensão, doença coronariana, depressão profunda, alcoolismo, dentre tantas outras.

Por fim, uma pesquisa realizada pela International Stress Management Association (Isma) mostrou que 30% dos nossos mais de 100 milhões de trabalhadores brasileiros sofrem de Burnout. 

E uma coisa é certa: nós precisamos trabalhar. Mas, até que ponto vale a pena se submeter a situações que nos levam a quadros como esses?

Tive a oportunidade de bater um papo com a psicóloga Isabella Bergamini Fernandes sobre esse assunto, e ela me contou um segredo importante para evitarmos a Síndrome de Burnout e, principalmente, para sair desse quadro. Vou dividir essa conversa com você!

O Mundo em Lanches: Quais fatores, na sua opinião, têm levado à Síndrome de Burnout?

Isabela Bergamini: Eu vejo no dia a dia que as pessoas sentem muita dificuldade em se reconhecer, de enxergar as suas potencialidades e de entender suas dificuldades, o que leva a um quadro de insegurança. Esse sentimento faz com que elas entrem em disputas constantes para tentarem ser reconhecidas, aumentando o estresse e a competitividade no ambiente de trabalho.

Veja o quanto é diferente quando ocupamos o nosso lugar em uma empresa, de forma saudável e usufruímos deste exatamente da maneira que merecemos. Ou seja, sem permitir viver situações que nos levam ao esgotamento.  

O Mundo em Lanches: Você acredita que se as pessoas vissem a saúde mental com maior prioridade, mudaria esse cenário? 

Isabela Bergamini: O que eu percebo nos atendimentos é que as pessoas estão precisando ser ouvidas, acolhidas e entendidas. É isso que eleva a segurança mental, a estabilidade emocional no trabalho, o conforto, a satisfação, o reconhecimento de papéis e diminui a competitividade e a sobrecarga no trabalho. 

O Mundo em Lanches: Quando você acha que é o momento de desistir do emprego para tentar uma segunda chance, livre desses esgotamentos?

Isabela Bergamini: O ponto principal que eu vejo é que nós, seres humanos, pensamos muito mais do que sentimos. Esses pensamentos excessivos podem impedir que a gente sinta os sinais que revelam que tem algo errado.

Quando damos atenção para o sentir, vemos que há um desconforto, que existe um estresse constante, assim como outros sinais que mostram que o trabalho está atrapalhando outros cenários da vida. Por isso, é momento de pensar, de refletir, pois sempre é tempo de buscarmos as nossas segundas chances, de encontrarmos melhores oportunidades e até mesmo de mudar de profissão e de curso de vida. 

O Mundo em Lanches: Qual recado você deixa para os nossos leitores com relação à Síndrome de Burnout.

Isabela Bergamini: Não se acomode em um ambiente que te adoece. Se estiver sentindo sinais de desconforto que envolvem sua saúde mental e física, pare, reflita, peça ajuda, converse, se expresse.

A Síndrome de Burnout pode te ajudar a enxergar que algo não está se encaixando e precisa de uma atenção maior. Os profissionais da saúde mental podem te ajudar a lidar com situações que você, sozinho, não precisa saber lidar, busque-os! Lembre-se: você é uma expansão, acredite em você!

Refletindo sobre as palavras da Isabela Bergamini, posso dizer o mesmo a você, que está conferindo esta leitura: sei que é difícil, mas tente não se conformar com trabalhos que estão afetando sua saúde mental. Tire suas ideias do papel, converse com seus colegas… seus projetos podem ser a solução para você assumir o seu protagonismo profissional.

Pense nisso! 

Nos vemos no próximo post. 

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
ROGERIA DE BRITO
ROGERIA DE BRITO
12 dias atrás

Tema extremamente importante para este momento. Abrange diversos setores da vida com a relação no profissional e relações pessoais

Schmiegelow
Admin
Reply to  ROGERIA DE BRITO
12 dias atrás

Obrigado pelo comentário, de fato um tema fundamental.